Augusto Piazza participa de corrida internacional pela cura de lesões na medula

O diretor de Auditoria Geral, Augusto Piazza, participará, no próximo domingo (4), da Wings For Life World Run, uma corrida internacional que tem como principal objetivo alertar e angariar fundos para pesquisas em prol da cura de lesões nas medulas espinhais. “Quando várias pessoas estão com um foco coletivo num mesmo objetivo, isso move montanhas”, acredita o auditor interno.

Augusto lesionou a medula em um acidente de carro, quando tinha 23 anos. Hoje, quase 20 anos depois, ele mantém a esperança de que a cura seja descoberta. “Faço muitas coisas e levo uma vida praticamente normal, mas muito diferente do que seria se eu tivesse liberdade de movimentos”, explica.

O evento ocorrerá simultaneamente em 34 cidades de vários países e Florianópolis foi a cidade escolhida para sediar o evento no Brasil, com a 5ª maior adesão da prova. Os inscritos largarão às 7h da manhã no Trevo da Seta, na Costeira do Pirajubaé, e terão 100km de prova pela frente. Até domingo o número de corredores pode chegar a dois mil.

Haverá apenas um campeão mundial, por isso, a largada, a saída dos carros, a aceleração do ritmo, tudo será simultâneo para que o corredor na ilha possa competir com outro na Inglaterra ou na Austrália, por exemplo. Outras informações e as inscrições pelo site www.wingsforlifeworldrun.com.

10270721_553211664794758_6322342766441554749_n
Foto: ASCOM/SEFAZ

Com informações da ASCOM/SEFAZ

 

PERFIL: “Meu ritmo mudou de uma hora para outra”

Com o incentivo de alguns colegas de trabalho, o Auditor Interno do Poder Executivo Benito Adolfo Tessaro nunca mais foi o mesmo. O gosto pelas atividades físicas e alimentação saudável começou a fazer parte da sua vida. Isso fez com que, em oito meses, ele chegasse a perder 25kg. Mas a principal mudança não é física, a rotina mudou com toda esta evolução. “Adotei um novo estilo de vida, mudei os hábitos do dia a dia”, explica.

Hoje, Tessaro treina quatro vezes por semana, sem contar corridas a noite ou pela manhã. Além disso, desenvolveu o gosto por trilhas, caiaque e stand up paddle. “Meu ritmo mudou de uma hora para outra”, recorda, ao explicar que precisou abrir mão, até mesmo, da famosa cerveja com os amigos.
Ele iniciou a dieta em novembro de 2012, com o objetivo de perder massa gorda e ganhar massa magra. Para isso, foi preciso um planejamento de um profissional de educação física e nutrição.

Para alcançar resultados tão notáveis, Tessaro garante que é fundamental “muita determinação, bastante paciência, persistência e perseverança”. Por isso, ele traçou uma meta e ficou focado, sem vacilar.

“Emagrecer foi mais fácil do que eu imaginava, o difícil é manter a mesma forma agora”, considerou. Por isso, perder peso só é possível, quando há uma reeducação.
Na DIAG, atualmente, ele trabalha na Gerência de Recursos Antecipados (Geran), mais precisamente com Tomada de Contas Especial. “Encontrei o meu trabalho preferido”, resume. Natural do Paraná, ele mudou-se para Florianópolis em 2007, depois de formar-se em Economia. “No início foi bem difícil a adaptação, mas hoje já não saio mais daqui, já que conquistei meu novo porto seguro e independência financeira e familiar”, pontua.

Recorda com orgulho que é filho de pais gaúchos. “Com oito anos de idade, devido à remoção do meu pai, que sempre foi militar, moramos no Rio Grande do Sul, na cidade de Ijuí, por cinco anos”, conta.

O desafio agora é manter este ritmo. “Não tenho tantos motivos pra me vangloriar, porém, acredito que essa volta por cima pode servir de exemplo para outras pessoas”, conclui.

benito