Distrito Federal e Santa Catarina trocam experiências sobre controle interno

Na última semana, um grupo de auditores internos da Controladoria-Geral do Município de Belo Horizonte e da Secretaria de Estado da Fazenda de Santa Catarina estiveram reunidos em Brasília, na sede da Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF). O grupo foi recebido pelo controlador-geral, Henrique Moraes Ziller, sub-controladores, ouvidor-geral e assessores, que apresentaram os projetos, a estratégia de gestão e os desafios de cada área da CGDF.

Para a auditora interna Tatiana Bozza o ponto central da visita foi o modelo do IA-CM (Internal Audit Capability Model), um guia para avaliação e melhoria das capacidades da auditoria interna no setor público. “Nosso Estado já passou pelo processo de autoavaliação e no momento pretendemos elaborar os planos de trabalho para avançar nos níveis do modelo. Foi muito bom conhecer a experiência já exitosa da CGDF, voltamos animados, com a certeza de que é possível atingir nossos objetivos”, pontua. Entre outros pontos da agenda, Tatiana destacou ainda o projeto “Controladoria na Escola”, uma iniciativa de fomento ao controle social desenvolvido nas escolas públicas do DF, onde os alunos são incentivados a atuar como fiscais do funcionamento de suas próprias escolas, propondo soluções para os problemas encontrados e atuando na resolução dos conflitos.

“Foi muito importante a ida de uma delegação de auditores internos para multiplicar nossos laços com profissionais de outra localidade e assim aumentar nossos canais de divulgação das boas práticas catarinenses e de aprendizado com as excelentes iniciativas como as mostradas ao nosso grupo”, avalia o auditor interno Rodrigo Strigger Dutra, que é gerente de Auditoria de Pessoal em Santa Catarina. Para ele, é importante buscar novas soluções para velhos problemas por uma simples razão: o cenário atual deixa claro que as ações tradicionais não estão trazendo os resultados esperados. “Para avançar é necessário ter humildade para ouvir aqueles que, em alguns pontos, estão um passo à frente, internalizar suas experiências, adaptá-las às nossas realidades e assim encontrar novas alternativas que de fato provoquem as melhorias que todos desejamos”, completa.

Neste sentido, a auditora interna catarinense Marisa Zikan acredita que a troca de experiências entre os diferentes órgãos da administração pública é indispensável. “Para mim, o principal benefício deste encontro foi a riquíssima troca de experiências. Com certeza, voltamos para o cotidiano com novas ideias para aprimorar nossos trabalhos, foi inspirador”, reforça. Concorda com ela a também auditora interna Fabiana Borges: “A CGDF tem um corpo técnico bem qualificado, com uma atuação ousada e responsável. O grupo tem uma unidade de pensamentos e projetos, o que os tornam entusiastas em tudo que fazem, principalmente quando da produção de resultados”, disse.

Por fim, o auditor interno Clóvis Machado, de SC, acredita que as ações apresentadas mostram que a CGDF vem desenvolvendo muito bem seu papel e está alinhada às melhores práticas de auditoria, controle interno e gestão de riscos. “Com isso, constatamos que apesar das dificuldades, com esforço e comprometimento de todos, conseguiremos alçar graus mais elevados na auditoria interna catarinense”, afirma.

Além deles, o auditor interno do Poder Executivo Cristiano Soccas e o gerente de Auditoria de Despesas de Custeio, Cícero Alessandro Teixeira Barbosa, também fizeram parte da comitiva da Diretoria de Auditoria Geral (Diag) que viajou à capital federal.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Equipe de auditores internos da DIAG participa de evento da Controladoria-Geral do Distrito Federal

Um grupo de auditores internos do Poder Executivo catarinenses chegou a Brasília, nesta quinta-feira (11), para participar do evento “Compartilhando Boas  Práticas de Controle Interno – Impactos do Avanço no Modelo IA-CM (Internal Audit Capability Model)”. O evento é organizado pela Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF) e reúne até amanhã (12) outros dois representantes do Estado de Mina Gerais. 

Participam da iniciativa os auditores internos Marisa Zikan da Silva, Tatiana Bozza, Fabiana Borges, Cristiano Soccas, Cícero Teixeira Barbosa, Rodrigo Stigger Dutra e Clóvis Machado. Todos eles são servidores da Diretoria de Auditoria Geral (DIAG), unidade que atua na Secretaria de Estado da Fazenda.

WhatsApp Image 2017-05-11 at 15.40.35
O Controlador-Geral do Distrito Federal, Henrique Moraes Ziller, (centro) com a equipe de auditores internos de Santa Catarina

Programação

Pela manhã, a palestra de abertura da programação foi sobre Internal Audit Capability Model e contou com a presença do governador do DF, Rodrigo Rollemberg. Na sequência, a equipe da CGDF organizou uma apresentação dos trabalhos na área que são destaques na capital federal. Durante à tarde a fala dos sub controladores sobre Controle Interno, Correição, Transparência e Controle Social, Ouvidoria, Tecnologia da Informação e Gestão Interna.

AGO 2017: Clóvis Renato Squio é eleito presidente do Sindiauditoria

Na noite desta quinta-feira (30), na sede do Sindiauditoria, os filiados do sindicato se reuniram para mais uma Assembleia Geral Ordinária (AGO). Na pauta do dia, a prestação de contas da atual diretoria, a eleição da nova chapa para o ano 2017/2018 e a aprovação do Plano Orçamentário Anual da instituição. O auditor interno do Poder Executivo Clóvis Renato Squio foi escolhido como novo presidente e deverá tomar posse oficialmente no início de maio.

Para a atual presidente do Sindiauditoria, Tatiana Bozza, a AGO é uma boa oportunidade para reunir os colegas e discutir projetos em comum para a profissão. “Em breve vou deixar a presidência, mas continuarei na gestão como diretora jurídica para seguir contribuindo com o fortalecimento dá nossa carreira. Junto com o presidente Clóvis e com o diretor Augusto Piazza, vamos trabalhar a união das nossa equipes, com o objetivo de entregar para a sociedade um serviço de excelência », resumiu durante sua fala.

Além do presidente e de Tatiana, a nova diretoria será composta pelos filiados: Cristiano Socas da Silva, vice-presidente, Clarice Ehara, diretora de Comunicação, Luciana Bernieri Pereira, diretora Administrativo-financeiro, Marina de Souza Santos Garcia Rebelo, diretora de Relações Sociais e Intersindicais, e Marisa Zikán da Silva, secretária.  

Compõem o Conselho fiscal : Maria Beatriz Nascimento, Cesar Fernando Cavalli, Christian Corte Real, Rodrigo Stigger Dutra (suplente), Frederico Augusto Silva da Luz (suplente) e Caio Jamundá (suplente).