Dia do Auditor Interno: o cidadão tem um aliado 🔎📊💻

Hoje, 20 de novembro, comemoramos o Dia do Auditor Interno, um profissional que nem sempre aparece em destaque entre as carreiras da Administração Pública, mas que merece todo o reconhecimento, por uma razão simples: são os olhos do cidadão sobre o gasto público. Esse servidor é um importante aliado na árdua tarefa de combater a corrupção, mesmo que essa (difícil) missão seja um compromisso de todos, enquanto sociedade.

Uma pequena equipe, com pouco mais de 60 auditores internos são os responsáveis pela fiscalização da aplicação da despesa e realização dos gastos públicos de todo o Estado. Só no último ano, o trabalho desenvolvido pela Diretoria de Auditoria Geral da Secretaria de Estado da Fazenda gerou uma economia direta de mais de R$ 20 milhões, entre retornos financeiros viabilizados, desembolsos evitados e créditos a ressarcir. Além do auxílio na melhora dos processos de gestão.

Outro trabalho de destaque dos auditores internos é a transparência dada aos recursos transferidos voluntariamente pelo Estado. Santa Catarina é o único Estado da federação a disponibilizar os dados em nível de detalhamento bem superior ao exigido pela Lei de Acesso a Informação. Qualquer cidadão pode ter o conhecimento das informações por meio do Portal SCtransferências (www.sctransferencias.sc.gov.br).

O controle interno dos órgãos e entidades do Estado e o controle social, exercido pelo cidadão, podem e precisam andar de mãos dadas. Você na qualidade de cidadão pode ajudar a combater a corrupção e o desperdício do dinheiro público.

gif-PSD

Anúncios

Capacitação sobre o módulo Transferências do SIGEF em seis cidades

A Diretoria de Auditoria Geral (DIAG) da Secretaria de Estado da Fazenda em parceria com a Federação Catarinense de Municípios (FECAM), a Escola de Gestão Pública Municipal (EGEM) e as associações de municípios, promoveram no mês de setembro capacitações aos Gestores Municipais de Convênios e demais agentes envolvidos na gestão de convênios estaduais.

Foram capacitados centenas de agentes estaduais e municipais em seis encontros regionais que ocorreram em Araranguá, Blumenau, Maravilha, Luzerna, Florianópolis e Lages. As capacitações foram focadas na utilização do módulo Transferências do Sistema Integrado de Gestão e Planejamento Fiscal (SIGEF) e abordou também aspectos relevantes da legislação.

Mais informações referentes aos convênios e instrumentos congêneres celebrados pelo Estado  de Santa Catarina podem ser acessadas pelo Portal Sctransferências (www.sctransferencias.sc.gov.br).

Saiba mais

Conheça o trabalho da Gerência de Auditoria de Recursos Antecipados (Geran).

99144B38-CE98-4917-8F9D-5DD08360C818
Araranguá
731BA980-9FD0-441E-8130-38F20AC0BE3D
Blumenau
8F9DFF63-6545-41AE-9B00-A9819FA8284D
Maravilha e Luzerna
45723EDF-2372-4205-8E20-C3831B54478F
Florianópolis
7DEF1A13-C153-4B2C-BBDF-CC506401989C
Lages

Acordo entre Fazenda e Caixa Econômica Federal minimiza a burocracia

Convênio firmado entre a Secretaria de Estado da Fazenda, por meio da Diretoria de Auditoria Geral (DIAG) com a Caixa Econômica Federal (CAIXA) facilita a comprovação da regularidade com o FGTS pelos beneficiários de recursos transferidos de forma voluntária pelo Estado. O acordo permite o compartilhamento eletrônico dos Certificados de Regularidade do FGTS (CRFs-FGTS) emitidos pela CAIXA aos que estejam em situação regular junto ao FGTS.

A regularidade perante o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço é uma das exigências prevista na legislação aplicável à celebração de Convênios, Contratos de Apoio Financeiro, Termo de Fomento e Termo de Colaboração com o Estado.  A integração desburocratizou o procedimento de atualização dos documentos, pois antes de sua implantação, o interessado em firmar parceria com o Estado tinha que emitir novo certificado e enviá-lo ao Estado para comprovar a regularidade junto ao FGTS, sendo que a renovação do certificado era realizada a cada 30 dias.

Com o acordo, diariamente, de forma automática, o Módulo de Transferências do SIGEF verifica se há novo certificado disponível no Sistema do FGTS, se houver, o sistema do Estado buscará e validará as novas informações. Portanto, os beneficiários de recursos não precisam mais entregar o referido certificado em meio físico para o Estado. “A integração com a CAIXA é mais um importante passo nas melhorias promovidas pela DIAG para aprimoramento de todo o Sistema de Transferências de recursos repassados de forma voluntária pelo Estado”, pontua o Gerente de Auditoria de Recursos Antecipados, César Cavalli.

_MG_6829
Convênio entre a SEF e a Caixa ajuda a evitar erros e minimiza a burocracia