Maurício Martins Arjona é o novo presidente do Sindiauditoria

Os Auditores Internos do Estado elegeram Maurício Martins Arjona como presidente do Sindiauditoria, para a gestão 2020/2021. A Assembleia Geral Ordinária ocorreu ontem, dia 15 de junho, em Florianópolis. Em razão do contexto sanitário atual, os filiados optaram por reduzir o número de participantes para respeitar as medidas de prevenção referentes à pandemia.

A nova diretoria assume com o desejo dar continuidade aos trabalho de valorização da categoria iniciado em gestões anteriores. “Desejo dar continuidade ao trabalho desenvolvido até aqui, ou seja, aproximar o cidadão catarinense da nossa categoria através do conhecimento da nossa atividade e atribuições e buscar incessantemente o fortalecimento da nossa carreira”, explica o presidente eleito.

Para ele é importante neste momento reforçar o papel do Auditor Interno em um órgão de controle interno forte – seja na CGE/SC, onde trabalham atualmente, seja na Secretaria da Fazenda, de onde são originários – e lastrear a valorização profissional e técnica.

Arjona é oriundo do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, onde ocupou o cargo de Oficial de Justiça. Bacharel em Direito e especialista em Direito Material e Processual Civil, ele assumiu o cargo de Auditor Interno do Poder Executivo na SEF/SC em 2007.

Diretoria Executiva 2020/2021

Presidente: Maurício Martins Arjona

Vice-presidente: Thiago Pereira de Freitas

Diretora de Comunicação: Cristina Keller Sartori Biscaro

Diretora Administrativo-financeiro: Christian Corte Real

Diretor Jurídico: Sérgio Augusto Michalczuk

Diretor de Relações Sociais e Intersindicais: Frederico Augusto da Luz

Secretaria: Luciana Zanatta Pompeo

Conselho Fiscal: Ademar Senábio Filho, Pablo dos Santos Combat e Christian Corte Real.

Suplentes do Conselho: Márcio Cassol Carvalho, Benito Adolfo Tessaro et Aginolfo José Nau Júnior.

Sindiauditoria elege novos membros para recomposição da atual diretoria

Reunidos em Assembleia Geral Extraordinária, na noite desta segunda-feira (24), os filiados do Sindiauditoria escolheram os novos membros para recomposição da Diretoria e do Conselho Fiscal, para o período de 24 de setembro de 2018 a 30 de abril de 2019, em razão da vacância dos cargos. A auditora interna do Poder Executivo Luciana Berniere foi eleita presidente da instituição.

Além do cargo de presidente, foram eleitos os auditores internos Daniela Potrich Oliveira (Vice-presidente), Marcio Cassol Carvalho (Diretor de Relações Sociais e Intersindicais) e Alcione Teresa Costa (Secretária). Para recomposição do Conselho Fiscal, os filiados votaram em Isadora Castelli e Leda Candida Leite Pereira Cipoli Ribeiro (Suplente). Eles foram eleitos por unanimidade e empossados no mesmo dia.

Na oportunidade, a presidente eleita aproveitou para agradecer a confiança dos colegas e apresentou suas intenções no cargo: “Eu acredito muito na nossa  união, somos um grupo de várias pessoas, mas com dois objetivos em comum. O primeiro é o bem da categoria e o segundo é o bem do Estado. As nossas diferenças nos fortalecem, se pensarmos na história de uma forma geral, as empresas e instituições que permanecem a bastante tempo são aquelas que inovam respeitando a diversidade e buscam produzir uma nova visão. Por isso, meu objetivo no Sindiauditoria é unir a categoria e ouvir a todos, inclusive aqueles que pensam diferente, para podermos seguir essa meta comum”, disse Luciana.

002
“Meu objetivo no Sindiauditoria é unir a categoria e ouvir a todos”,  afirma a auditora interna do Poder Executivo Luciana Berniere que foi eleita presidente da instituição

Diretoria 2018-2019 (nova composição)

Presidente: Luciana Berniere

Vice-presidente: Daniela Potrich Oliveira

Diretor de Comunicação: Rafael Lima Palmares

Diretora Administrativo-financeiro: Simone de Souza Becker

Diretor de Relações Sociais e Intersindicais: Marcio Cassol Carvalho

Secretária: Alcione Teresa Costa

Diretor Jurídico: Valdor Angelo Montagna

Cícero Barbosa é conduzido ao cargo de presidente do Sindiauditoria para 2018-2019

Na última terça-feira, dia 27 de março, os Auditores Internos do Poder Executivo filiados ao Sindiauditoria se reuniram em Assembleia Geral Ordinária, em conformidade com o estatuto da instituição. Dez anos depois da fundação do sindicato, o auditor interno Cícero Alessandro Teixeira Barbosa foi conduzido novamente ao cargo de presidente, função que já ocupou entre 2008 e 2010. Na pauta também, foram debatidas a proposta de filiação à Pública Central de Servidores, a alteração de endereço da instituição, a prestação de contas 2017 e o plano orçamentário anual para a próxima gestão.

A diretoria 2018-2019 é composta por Thiago Pereira de Freitas, vice-presidente; Simone de Souza Becker, diretora Administrativo-financeiro; Rafael Lima Palmares, diretor de Comunicação; Valdor Angelo Montagna, diretor Jurídico; Rodrigo Stigger Dutra, diretor de Relações Sociais e Intersindicais; e Fabiana Ribeiro Borges, Secretária.

Fazem parte da nova composição do Conselho Fiscal: André Luiz de Resende, Caio Jamundá, Ricardo Cavalcanti Peixoto Filho, Inês Marina de Souza (suplente), Cristiano Socas da Silva  (suplente) e Clóvis Renato Squio (suplente).

WhatsApp Image 2018-03-28 at 04.39.05
Os membros da nova diretoria e do Conselho Fiscal reunidos durante a AGO 2018

“Precisamos continuar evoluindo”

“Nosso maior objetivo nessa gestão é trabalhar para implantar uma estrutura de Controladoria Geral ou Auditoria Geral cuja atuação possa dar-se de forma mais técnica e autônoma, vinculada diretamente ao Gabinete do Governador, nos moldes já adotados pela União e por mais de 20 estados”, destaca o presidente eleito. De fato, Santa Catarina é uma das últimas unidades da federação, num total de três estados, onde a estrutura de auditoria e controle interno ainda se encontra no segundo escalão de governo, ou seja, uma diretoria dentro da Secretaria de Estado da Fazenda.

A criação de tal estrutura é também uma cobrança da Corte de Contas Estadual, sob forma de reiteradas recomendações (quando da emissão de pareceres acerca da prestação de contas do Governo), do Ministério Público Estadual e, por fim, do Banco Mundial ao analisar o Sistema de Controle Interno catarinense. “Nosso sindicato buscará, doravante, a união de todos os Auditores Internos do Poder Executivo em prol da estruturação de uma Controladoria/Auditoria Geral, dotada de autonomia e melhor instrumentalizada para atender às necessidades e aos anseios dos catarinenses”, completou Barbosa.