ENA e DIAG capacitam servidores sobre Gestão de Riscos

Servidores estaduais, que atuam nas áreas de controle interno e auditoria, participaram nos dias 17 e 18 de julho, em Florianópolis, de uma capacitação sobre Gestão de Riscos. O evento é resultado da parceria entre a ENA (École Nationale d’Administrarion) e a DIAG (Diretoria de Auditoria Geral) e faz parte do 13° Programa de Capacitação de Servidores e Funcionários Públicos.

Na oportunidade, os auditores internos apresentaram o case da implantação da cultura de Gestão de Riscos no IMETRO e a responsável pelo Controle Interno da instituição, Juliana Fernandes, falou sobre os benefícios do projeto. Desde do início deste ano, a equipe da Auditoria Geral e os servidores do IMETRO trabalham nas seguintes etapas: avaliação do ambiente de controle, eleição de processo para identificação e avaliação de eventos de risco, resposta aos riscos selecionados e definição de procedimentos de controle.

WhatsApp Image 2018-07-18 at 23.44.49
O auditor interno do Podeer Executivo Cicero Teixeira Barbosa palestrou sobre o procedimento de tomada de contas especial

Dentro da Secretaria de Estado da Fazenda, a DIAG é responsável pelo planejamento e implementação das atividades de fortalecimento do controle interno no Poder Executivo. Por isso, a Diretoria segue com o objetivo de ampliar o projeto para outras secretarias, autarquias e fundações da administração direta e indireta do Governo do Estado.

O que é Gestão de Riscos?

De acordo com o manual do Ministério do Planejamento, a gestão de riscos ou gerenciamento de riscos é um processo conduzido em uma organização, aplicado no estabelecimento de estratégias, que visa identificar, avaliar, administrar e controlar potenciais eventos ou situações capazes de afetar a realização de seus objetivos. Uma das funções da gestão de riscos é assegurar a concretização dos objetivos da organização e evitar os perigos e surpresas no cumprimento de suas missões institucionais.

WhatsApp Image 2018-07-18 at 23.44.51 (2)
A responsável pelo Controle Interno do IMETRO, Juliana Fernandes, falou sobre a experiência da instituição com a Gestão de Riscos 

Anúncios

Auditores internos capacitam servidores sobre folha de pagamento

Em parceria com a Fundação Escola de Governo ENA, os auditores internos do Poder Executivo coordenam, hoje (8), uma capacitação com os servidores estaduais que trabalham nas unidades de controle interno do Estado e utilizam o Sistema Integrado de Gestão de Recursos Humanos (SIGRH). A ferramenta foi pensada para otimizar os gastos da folha de pagamento e ajudar a evitar erros e pagamentos indevidos.

A equipe é coordenada pelo auditor interno Sérgio Augusto Michalczuk e conta com a participação dos auditores internos Clóvis Machado e Maurício Martins Arjona e do administrador Wladimir Dalfovo. Participaram deste encontro representantes das secretarias de Segurança Pública, de Educação e da Fazenda, da Fundação de Educação Especial (FCEE) e do Instituto de Previdência do Estado de Santa Catarina (IPREV).

Como consequência, os organizadores esperam que as atividades de controle na área de pessoal serão muito mais eficientes e eficazes. Por isso, ao longo do ano outras novas etapas estão previstas, até que a totalidade dos servidores que atuam nas unidades de controle interno no Poder Executivo estadual seja atingida. Uma primeira etapa já foi realizada em novembro do ano passado.

IMG_4538
A capacitação ocorre nesta terça-feira (8) das 13h30 às 19h na sede da ENA em Florianópolis

Em números


A folha de pagamento dos servidores do Governo do Estado de Santa Catarina custa anualmente cerca de R$ 12,3 bilhões aos cofres públicos. Eles atuam em estruturas distribuídas nas mais diversas realidades, como por exemplo nas áreas da saúde, educação, segurança pública e assistência social. Juntos eles formam o corpo que move o Poder Executivo na missão de servir a sociedade catarinense. Gerenciar toda essa estrutura de recursos humanos é um trabalho enorme, que precisa ser dividido entre gestores diferentes para que a Administração Pública possa avançar.

Estado aprimora o controle da folha de pagamento dos servidores


A folha de pagamento dos servidores do Governo do Estado de Santa Catarina custa anualmente cerca de R$ 12,3 bilhões aos cofres públicos. Eles atuam em estruturas distribuídas nas mais diversas realidades, como por exemplo nas áreas da saúde, educação, segurança pública e assistência social. Juntos eles formam o corpo que move o Poder Executivo na missão de servir a sociedade catarinense. Gerenciar toda essa estrutura de recursos humanos é um trabalho enorme, que precisa ser dividido entre gestores diferentes para que a Administração Pública possa avançar.

Neste sentido, equipe de auditores internos do Poder Executivo organiza, em parceria com a Fundação Escola de Governo ENA, uma capacitação para os servidores que trabalham na unidade de controle interno dos órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual. Para otimizar os gastos da folha e evitar erros e pagamentos indevidos, eles passam a utilizar o Sistema Integrado de Gestão de Recursos Humanos (SIGRH) como ferramenta de trabalho.

“Os servidores das unidades de controle interno passarão a utilizar as informações disponíveis no SIGRH nas suas atividades de controle na área de pessoal e monitoramento da folha de pagamento”, explica o Auditor Interno Clóvis Coelho Machado, que atua na gerência de Auditoria de Pessoal da Secretaria de Estado da Fazenda. Como consequência, as atividades de controle na área de pessoal serão muito mais eficientes e eficazes.

Machado faz parte da equipe coordenada pelo auditor interno Sérgio Augusto Michalczuk e que conta também com a participação do auditor interno Maurício Martins Arjona e do administrador Wladimir Dalfovo. Juntos, eles realizaram a primeira etapa da capacitação, que ocorreu no dia 27 de novembro. Participaram deste encontro representantes das secretarias de Educação, de Justiça e Cidadania, do Planejamento, do Turismo, Cultura e Esporte, de Articulação Nacional e do Instituto de Metrologia de Santa Catarina.

“O evento foi realizado com sucesso, acreditamos que o nosso objetivo de transmitir aos participantes as informações e orientações necessárias para que, doravante, possam utilizar o SIGRH em suas atividades de controle, foi alcançado”, avalia Machado. Ao longo do exercício de 2018 outras novas etapas estão previstas, até que a totalidade dos servidores que atuam nas unidades de controle interno no Poder Executivo estadual seja atingida.