Santa Catarina integra grupo nacional de Cooperação Técnica sobre IA-CM

Na última semana, ocorreu a primeira reunião ampliada, por meio de videoconferência, referente às últimas deliberações do Acordo de Cooperação Técnica nº 474/2018 celebrado entre a Controladoria-Geral da União (CGU), Controladoria do Distrito Federal (CGDF) e o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). O intuito da adesão foi a ampliação da participação, que atualmente conta com 13 instituições, sendo 8 órgãos advindos após a assinatura do termo pelo Conaci. Uma das instituições que aderiu ao acordo foi a Controladoria-Geral do Estado de Santa Catarina (CGE/SC). A auditora-geral da instituição, Simone de Souza Becker, falou sobre a importância das atividades e os resultados para a auditoria interna no Brasil. “O papel do Conaci foi fundamental para impulsionar as ações. A parceria entre Conaci e Banco Mundial formalizada em 2014, começa a dar frutos. O modelo IA-CM vai alavancar muito a atividade de auditoria interna, pois é um modelo mundial reconhecido”, pondera. O coordenador de Gestão Estratégica da CGE/SC, Frederico da Luz, também integra a equipe catarinense.

A reunião teve como objetivo aprovar e explicar aos novos participantes a forma de utilização passo-a-passo do Roteiro Guia de Avaliação do IA-CM, ferramenta que possibilitará aos órgãos avançarem de forma mais sólida no aperfeiçoamento do trabalho de auditoria interna. A secretária executiva do Conaci, Renata Rezende, explica a importância das novas adesões. “Por meio desse Acordo, os membros do Conaci terão acesso ao Guia de Avaliação do modelo IA-CM desenvolvido pelo Serpro, CGU e CGDF, um material inovador, extremamente rico e que facilitará sobremaneira o trabalho a ser desenvolvido pelos órgãos que têm interesse na implantação dessa metodologia”, afirma.

adults-chairs-class-515166
As videoconferências serão mensais e terão o intuito de sanar eventuais dificuldades na aplicação do modelo IA-CM na prática

Importante destacar que o Roteiro Guia de Avaliação do IA-CM, bem como a própria metodologia, não são rígidas, elas permitem que cada órgão as adaptem conforme sua realidade e tracem suas próprias estratégias para conseguirem avanços nos níveis de maturidade e aperfeiçoamento nos trabalhos de auditoria. “As reuniões mensais, que ocorrerão de forma on-line, propiciarão intercâmbio de conhecimentos técnicos e experiências. Com certeza esse acordo, que já conta com a participação de 13 órgãos, representa um grande avanço para o desenvolvimento da auditoria interna no Brasil”, conta Renata.

Além de Santa Catarina, as Controladorias-Gerais dos estados do Mato Grosso do Sul, Pernambuco e Paraíba, Controladorias-Gerais dos municípios de Belo Horizonte e Porto Alegre, Secretaria de Estado de Controle e Transparência do Espírito Santo e Auditoria-Geral do Estado da Bahia também integram o acordo. O presidente do Conaci, Leonardo de Araújo Ferraz, assinou o Termo  de Adesão em Brasília, durante a reunião anual do Conaci e do Banco Mundial.

 

Ouvidora Geral do Estado fala sobre transparência na administração pública para alunos da UDESC

Os acadêmicos da UDESC/Esag receberam a Ouvidora Geral do Estado e auditora interna do Poder Executivo, Simone Becker, para um bate papo sobre transparência, ouvidoria e accountability em Santa Catarina. O encontro ocorreu na última segunda-feira (8), na sede da universidade em Florianópolis.

Durante a sua fala, Simone fez um panorama geral da transparência na administração pública catarinense e abordou a relação entre governo-cidadão e também entre Ouvidoria, Portal da Transparência e outros canais de Controle Interno na estrutura atual do Governo do Estado.

A Ouvidoria Geral do Estado é um canal direto de comunicação entre o Governo de Santa Catarina e o cidadão e tem como função o atendimento de denúncias, elogios, informações, reclamações e sugestões, além de responder aos pedidos de esclarecimento em conformidade com a Lei de Acesso à Informação – LAI (12.527/2012). A instituição presta atendimento por meio do telefone 0800-6448500 (das 13h às 19h) ou online 24 horas por dia. Cartas e solicitações presenciais podem ser feitas diretamente no Centro Administrativo do Governo do Estado, em Florianópolis. Cada demanda relacionada à LAI registrada na Ouvidoria tem que ser respondida em um prazo máximo legal de 20 dias, prorrogável por mais 10 dias, mediante justificativa.

Este slideshow necessita de JavaScript.