ENA e DIAG capacitam servidores sobre Gestão de Riscos

Servidores estaduais, que atuam nas áreas de controle interno e auditoria, participaram nos dias 17 e 18 de julho, em Florianópolis, de uma capacitação sobre Gestão de Riscos. O evento é resultado da parceria entre a ENA (École Nationale d’Administrarion) e a DIAG (Diretoria de Auditoria Geral) e faz parte do 13° Programa de Capacitação de Servidores e Funcionários Públicos.

Na oportunidade, os auditores internos apresentaram o case da implantação da cultura de Gestão de Riscos no IMETRO e a responsável pelo Controle Interno da instituição, Juliana Fernandes, falou sobre os benefícios do projeto. Desde do início deste ano, a equipe da Auditoria Geral e os servidores do IMETRO trabalham nas seguintes etapas: avaliação do ambiente de controle, eleição de processo para identificação e avaliação de eventos de risco, resposta aos riscos selecionados e definição de procedimentos de controle.

WhatsApp Image 2018-07-18 at 23.44.49
O auditor interno do Podeer Executivo Cicero Teixeira Barbosa palestrou sobre o procedimento de tomada de contas especial

Dentro da Secretaria de Estado da Fazenda, a DIAG é responsável pelo planejamento e implementação das atividades de fortalecimento do controle interno no Poder Executivo. Por isso, a Diretoria segue com o objetivo de ampliar o projeto para outras secretarias, autarquias e fundações da administração direta e indireta do Governo do Estado.

O que é Gestão de Riscos?

De acordo com o manual do Ministério do Planejamento, a gestão de riscos ou gerenciamento de riscos é um processo conduzido em uma organização, aplicado no estabelecimento de estratégias, que visa identificar, avaliar, administrar e controlar potenciais eventos ou situações capazes de afetar a realização de seus objetivos. Uma das funções da gestão de riscos é assegurar a concretização dos objetivos da organização e evitar os perigos e surpresas no cumprimento de suas missões institucionais.

WhatsApp Image 2018-07-18 at 23.44.51 (2)
A responsável pelo Controle Interno do IMETRO, Juliana Fernandes, falou sobre a experiência da instituição com a Gestão de Riscos 

Anúncios

Auditores internos capacitam servidores sobre folha de pagamento

Em parceria com a Fundação Escola de Governo ENA, os auditores internos do Poder Executivo coordenam, hoje (8), uma capacitação com os servidores estaduais que trabalham nas unidades de controle interno do Estado e utilizam o Sistema Integrado de Gestão de Recursos Humanos (SIGRH). A ferramenta foi pensada para otimizar os gastos da folha de pagamento e ajudar a evitar erros e pagamentos indevidos.

A equipe é coordenada pelo auditor interno Sérgio Augusto Michalczuk e conta com a participação dos auditores internos Clóvis Machado e Maurício Martins Arjona e do administrador Wladimir Dalfovo. Participaram deste encontro representantes das secretarias de Segurança Pública, de Educação e da Fazenda, da Fundação de Educação Especial (FCEE) e do Instituto de Previdência do Estado de Santa Catarina (IPREV).

Como consequência, os organizadores esperam que as atividades de controle na área de pessoal serão muito mais eficientes e eficazes. Por isso, ao longo do ano outras novas etapas estão previstas, até que a totalidade dos servidores que atuam nas unidades de controle interno no Poder Executivo estadual seja atingida. Uma primeira etapa já foi realizada em novembro do ano passado.

IMG_4538
A capacitação ocorre nesta terça-feira (8) das 13h30 às 19h na sede da ENA em Florianópolis

Em números


A folha de pagamento dos servidores do Governo do Estado de Santa Catarina custa anualmente cerca de R$ 12,3 bilhões aos cofres públicos. Eles atuam em estruturas distribuídas nas mais diversas realidades, como por exemplo nas áreas da saúde, educação, segurança pública e assistência social. Juntos eles formam o corpo que move o Poder Executivo na missão de servir a sociedade catarinense. Gerenciar toda essa estrutura de recursos humanos é um trabalho enorme, que precisa ser dividido entre gestores diferentes para que a Administração Pública possa avançar.

ODP.Santa Catarina em pauta na gestão municipal

O coordenador do Observatório da Despesa Pública (ODP.Santa Catarina), auditor interno do Poder Executivo Andre Pinheiro de Oliveira, apresentou na tarde desta quarta-feira (5), o funcionamento do sistema ODP.estadual para os residentes participantes do Programa de Residência em Gestão Municipal (PRGM).

A apresentação fez parte do último dia de preparação dos 22 especialistas que irão auxiliar nove prefeitos catarinenses em projetos estratégicos durante os próximos 15 meses e é realizado pela Fundação ENA, em parceria com a  Secretaria de Estado da Fazenda.

Além disso, o ODP.Santa Catarina tem objetivo de implantar a ferramenta também nos municípios catarinenses ainda neste ano.

Andre
Foto: Sarah Berkenbrock Goulart/SEF

ODP.estadual

O Observatório da Despesa Pública é responsável por produzir informações estratégicas que visam apoiar e acelerar a tomada de decisões, por meio do monitoramento dos gastos públicos. O objetivo é contribuir para o aprimoramento do controle interno e funcionar como ferramenta de apoio à gestão pública.

Para reproduzir o modelo de atuação do ODP nos estados brasileiros, a CGU criou o ODP.estadual. Atualmente, a iniciativa conta com a participação de 13 estados: Bahia, Santa Cataria, Alagoas, Ceará, Espirito Santo, Paraná, Pernambuco, Tocantins, Amapá, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Rondônia.