Santa Catarina integra grupo nacional de Cooperação Técnica sobre IA-CM

Na última semana, ocorreu a primeira reunião ampliada, por meio de videoconferência, referente às últimas deliberações do Acordo de Cooperação Técnica nº 474/2018 celebrado entre a Controladoria-Geral da União (CGU), Controladoria do Distrito Federal (CGDF) e o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). O intuito da adesão foi a ampliação da participação, que atualmente conta com 13 instituições, sendo 8 órgãos advindos após a assinatura do termo pelo Conaci. Uma das instituições que aderiu ao acordo foi a Controladoria-Geral do Estado de Santa Catarina (CGE/SC). A auditora-geral da instituição, Simone de Souza Becker, falou sobre a importância das atividades e os resultados para a auditoria interna no Brasil. “O papel do Conaci foi fundamental para impulsionar as ações. A parceria entre Conaci e Banco Mundial formalizada em 2014, começa a dar frutos. O modelo IA-CM vai alavancar muito a atividade de auditoria interna, pois é um modelo mundial reconhecido”, pondera. O coordenador de Gestão Estratégica da CGE/SC, Frederico da Luz, também integra a equipe catarinense.

A reunião teve como objetivo aprovar e explicar aos novos participantes a forma de utilização passo-a-passo do Roteiro Guia de Avaliação do IA-CM, ferramenta que possibilitará aos órgãos avançarem de forma mais sólida no aperfeiçoamento do trabalho de auditoria interna. A secretária executiva do Conaci, Renata Rezende, explica a importância das novas adesões. “Por meio desse Acordo, os membros do Conaci terão acesso ao Guia de Avaliação do modelo IA-CM desenvolvido pelo Serpro, CGU e CGDF, um material inovador, extremamente rico e que facilitará sobremaneira o trabalho a ser desenvolvido pelos órgãos que têm interesse na implantação dessa metodologia”, afirma.

adults-chairs-class-515166
As videoconferências serão mensais e terão o intuito de sanar eventuais dificuldades na aplicação do modelo IA-CM na prática

Importante destacar que o Roteiro Guia de Avaliação do IA-CM, bem como a própria metodologia, não são rígidas, elas permitem que cada órgão as adaptem conforme sua realidade e tracem suas próprias estratégias para conseguirem avanços nos níveis de maturidade e aperfeiçoamento nos trabalhos de auditoria. “As reuniões mensais, que ocorrerão de forma on-line, propiciarão intercâmbio de conhecimentos técnicos e experiências. Com certeza esse acordo, que já conta com a participação de 13 órgãos, representa um grande avanço para o desenvolvimento da auditoria interna no Brasil”, conta Renata.

Além de Santa Catarina, as Controladorias-Gerais dos estados do Mato Grosso do Sul, Pernambuco e Paraíba, Controladorias-Gerais dos municípios de Belo Horizonte e Porto Alegre, Secretaria de Estado de Controle e Transparência do Espírito Santo e Auditoria-Geral do Estado da Bahia também integram o acordo. O presidente do Conaci, Leonardo de Araújo Ferraz, assinou o Termo  de Adesão em Brasília, durante a reunião anual do Conaci e do Banco Mundial.

 

Anúncios

Quem cuida do dinheiro dos seus impostos?

Durante as compras para o almoço de domingo, uma família percebe que cerca de 17% do valor pago ao supermercado é separado pelo Estado para investir no cuidado de todos nós. Isso é o que chamamos de imposto e ele será utilizado em diversas áreas, como Saúde, Educação, Segurança e Infraestrutura.

Mas como garantir que o dinheiro arrecadado será aplicado de maneira correta e eficiente, evitando o desperdício e a corrupção? É aí que entra em cena a figura do Auditor Interno do Estado.

Dê o play e descubra como esse servidor trabalha para garantir o bom desenvolvimento da sociedade catarinense.

tumblr-blog

Disponível também nas seguintes plataformas:

🐦Twitter: http://bit.ly/2xl2IXP
📱Facebook: http://bit.ly/2YcNSyp
📺YouTube: http://bit.ly/2XatSA1

 

Conaci e Banco Mundial buscam aprimorar parceria já existente

Os representantes do Conaci (Conselho Nacional de Controle Interno) e do Banco Mundial (BIRD) reuniram-se em Brasília, na última semana, a fim de traçar objetivos e estratégias de atuação para os próximos dois anos, além de aprimorar as atividades já existentes no âmbito da parceria entre as instituições. “O suporte dado pelo Conaci e pelo Banco Mundial, com a realização de missões internacionais, permitiu a evolução dos membros na atuação de suas auditorias internas com a adição das melhores práticas internacionais. Um exemplo é a adoção do IA-CM em Santa Catarina como ferramenta para aumentar a efetividade de suas ações”, explica o auditor interno do Estado Rodrigo Dutra que participou da reunião ao lado dos auditores internos Frederico da Luz e Marisa Zikan.

Na oportunidade, foram tratados assuntos relacionados ao fortalecimento dos controles internos, a visão e os principais resultados alcançados pelos estados e municípios que receberam os seminários, o panorama da implementação do IA-CM nos órgãos membros do Conaci, entre outras pautas. “A reunião é fundamental para que haja um alinhamento de expectativas, tanto do Banco Mundial como do CONACI, no direcionamento das ações da parceria, em especial em face da recente aprovação do nosso planejamento estratégico. Nesse particular, é importante que os recursos disponibilizados pelo Banco sejam vertidos para projetos aderentes aos objetivos estabelecidos no Planejamento Estratégico”, comenta o presidente do Conaci, Leonardo Ferraz.

As expectativas do Banco Mundial são relacionadas ao aumento do nível de adesão dos órgãos às melhores práticas internacionais relacionadas ao controle e à auditoria interna governamental, dentre elas o IA-CM. A especialista sênior em gestão financeira do BIRD, Susana Amaral, afirma que o Conaci é a única entidade capaz de fomentar essas adesões. “O Conaci é o órgão que pode garantir essa harmonização em termos de qualidade, eficiência, resultados e procedimentos, relacionado ao Controle Interno. Essa garantia é fundamental para o desenvolvimento do país”, reforça ela.

WhatsApp Image 2019-06-14 at 18.07.12
Para o auditor interno do Estado Frederico da Luz (centro), a participação efetiva de SC é fundamental para o aperfeiçoamento dos trabalhos de auditora interna e tem reflexo direto no aprimoramento da gestão pública (Foto: Divulgação/Conaci)