Projeto Aluno Auditor ganha projeção nacional

O auditor interno do Poder Executivo Frederico da Luz apresentou o projeto Aluno Auditor, nesta quinta-feira(6), em Fortaleza, durante o Encontro Estadual de Controle Interno. Promovido pela Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado (CGE), o evento reuniu profissionais atuantes nas áreas de controle para compartilhar e debater mecanismos e instrumentos para aperfeiçoar e modernizar a administração pública.

Durante a apresentação, o servidor contou a experiência dos alunos da EBB Simão José Hess (Florianópolis). Eles fazem parte da fase inicial do projeto e participaram recentemente de uma formação sobre técnicas de auditoria simplificadas, com o apoio dos auditores internos do Poder Executivo, servidores da Diretoria de Auditoria Geral da Fazenda (DIAG/SEF). O objetivo é estimular o controle social e o aprimoramento da gestão pública, em sintonia com professores e a direção. A iniciativa é inédita em Santa Catarina e pode tornar-se realidade nas escolas da rede pública estadual a partir de 2019.

WhatsApp Image 2018-12-07 at 16.01.48
O auditor interno Frederico da Luz representou a equipe da DIAG durante o Encontro Estadual de Controle Interno do Estado do Ceará

“Os alunos avaliaram cuidadosamente o ambiente escolar, averiguando se estão de acordo com normas estabelecidas. Dentre a verificação, avaliação das salas de aulas, biblioteca, pátio, ginásio, cozinha, coletados diretamente em um aplicativo de celular, o que proporcionou aos estudantes uma experiência pedagógica, de modo a despertar neles o senso de observação e os padrões de qualidade desejáveis, elevando o grau de criticidade”, explicou o coordenador do projeto Jaime Luiz Klein.

Além da avaliação, os educandos discutiram com os professores soluções para os problemas e construíram um plano de ação, sempre focando em medidas criativas, de baixo custo e com envolvimento da comunidade escolar. O trabalho realizado pelos Alunos Auditores indica as oportunidades de melhorias detectadas em cada um dos ambientes auditados e servirão de norte para as ações que serão implementadas pelos responsáveis, sendo monitoradas pelos estudantes. “O projeto enfatiza o papel dos estudantes nas ações da escola em relação aos direitos e deveres da sociedade com o Estado”, comenta o diretor de Auditoria Geral, Augusto Piazza Pull.

A DIAG é a unidade responsável do projeto dentro da SEF e trabalha em parceria com a Secretaria de Estado da Educação. O projeto foi inspirado no modelo desenvolvido pela Controladoria Geral do Distrito Federal (CGDF) e do Município de Belo Horizonte (CGTM-BH).  No decorrer do projeto, com a participação da educação fiscal, a parceira com a Receita Federal foi concretizada com o apoio da auditora Roseli Fabrin.

WhatsApp Image 2018-12-07 at 16.01.47
Promovido pela Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado (CGE), o evento reuniu profissionais atuantes nas áreas de controle interno de todo país

Como funciona?

1 – Os estudantes respondem questionários, por meio de uma aplicação para para celular, sobre as condições dos ambientes escolares, como salas de aula, cozinha/refeitório, banheiros, entre outros.
2 – São gerados relatórios preliminares com os problemas encontrados, definidos como oportunidades de melhoria para os ambientes auditados.
3 – Os estudantes discutem com os professores soluções para os problemas, focando em medidas criativas, de baixo custo e com o envolvimento da comunidade escolar.
4 – As propostas de soluções são colocadas em prática e os próprios estudantes, em conjunto com toda a comunidade escolar, realizam o monitoramento das ações.

Resultados esperados

  • Promoção da cidadania ativa e o fomento à participação e ao controle social;
  • Experiência real de auditar com a difusão do conhecimento de técnicas simplificadas e o estímulo à utilização de recursos tecnológicos;
  • O aprimoramento da gestão pública, levando os alunos à reflexão-ação sobre problemas, causas e soluções no contexto escolar;
  • Difundir nos alunos uma cultura de valorização e respeito ao patrimônio público;
  • Fortalecimento do sentimento de pertencer à comunidade escolar e valorização do protagonismo juvenil. 
Anúncios

Seminário “O Controle e a Administração Pública” abre a programação da 29ª Reunião Técnica do CONACI

O Seminário “O Controle Interno e a Administração Pública” deu início na manhã desta quinta-feira (29) à programação da 29ª Reunião Técnica do Conselho Nacional de Controle Interno (CONACI), em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Realizado pela Controladoria-Geral do Estado do Mato Grosso do Sul (CGE-MS), Controladoria-Geral de Fiscalização e Transparência do Município de Campo Grande (CGM-Campo Grande) e pelo CONACI, o evento reuniu dezenas de pessoas no Auditório Germano de Barros – Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo.

Ao abrir o Seminário, o Presidente do CONACI e Contador e Auditor-Geral do Estado do Rio Grande do Sul (CAGE-RS), Álvaro Fakredin, destacou que este evento figurará no rol dos mais técnicos e profundos que já foram realizados, onde serão debatidos temas de grande relevância relacionados ao controle. “Quero destacar a importância da troca de ideias proporcionadas por encontros como o de hoje, que resultam na homogeneidade de pensamento, no sentido de promover a governança pública por meio de pilares do controle interno governamental do Brasil”, ressaltou Fakredin.

Segundo Reinaldo Azambuja, Governador do Estado do Mato Grosso do Sul, o controle interno e a administração são eixos fundamentais para a governança pública. “Um controle eficaz e eficiente é fundamental para melhorar o desempenho do setor público, por isso tamanha satisfação em ter participado da instauração da Controladoria-Geral do Estado no ano de 2016 e, principalmente, aos resultados extremamente positivos alcançados na área de controle”, disse.

O Prefeito do Município de Campo Grande, Marquinhos Trad, falou em seu discurso sobre a importância do controle interno e do compromisso com a ética, ressaltando o pioneirismo de sua gestão na criação da Secretaria de Controle, com sua premissa em orientar, corrigir e fiscalizar.

Durante o Seminário, quatro palestras foram apresentadas, com as temáticas “O controle e a segurança jurídica na gestão pública”; “Integridade no setor público sob a perspectiva local”; “Órgãos de controle e accountability social: os desafios para a democracia e para a gestão” e “Os dilemas e prioridades do combate à corrupção no Brasil: o papel do controle interno”.

WhatsApp Image 2018-11-29 at 21.19.46
 O controlador-geral do Estado de Mato Grosso do Sul, Carlos Eduardo Girão de Arruda, com os auditores internos de Santa Catarina Marisa Zinkan, Frederico da Luz e Rodrigo Stigger Dutra 

Reunião Técnica

Na sequência do Seminário, acontece a 29ª Reunião Técnica do CONACI, momento em que os membros se reúnem para discussão de temas técnicos e para a deliberação de assuntos administrativos. A RTC será realizada no Centro de Convenções Albano Franco, em Campo Grande, com a participação das autoridades máximas em Controle Interno dos estados e municípios membros do Conaci.

Com informações do Conaci

Dia do Auditor Interno: o cidadão tem um aliado 🔎📊💻

Hoje, 20 de novembro, comemoramos o Dia do Auditor Interno, um profissional que nem sempre aparece em destaque entre as carreiras da Administração Pública, mas que merece todo o reconhecimento, por uma razão simples: são os olhos do cidadão sobre o gasto público. Esse servidor é um importante aliado na árdua tarefa de combater a corrupção, mesmo que essa (difícil) missão seja um compromisso de todos, enquanto sociedade.

Uma pequena equipe, com pouco mais de 60 auditores internos são os responsáveis pela fiscalização da aplicação da despesa e realização dos gastos públicos de todo o Estado. Só no último ano, o trabalho desenvolvido pela Diretoria de Auditoria Geral da Secretaria de Estado da Fazenda gerou uma economia direta de mais de R$ 20 milhões, entre retornos financeiros viabilizados, desembolsos evitados e créditos a ressarcir. Além do auxílio na melhora dos processos de gestão.

Outro trabalho de destaque dos auditores internos é a transparência dada aos recursos transferidos voluntariamente pelo Estado. Santa Catarina é o único Estado da federação a disponibilizar os dados em nível de detalhamento bem superior ao exigido pela Lei de Acesso a Informação. Qualquer cidadão pode ter o conhecimento das informações por meio do Portal SCtransferências (www.sctransferencias.sc.gov.br).

O controle interno dos órgãos e entidades do Estado e o controle social, exercido pelo cidadão, podem e precisam andar de mãos dadas. Você na qualidade de cidadão pode ajudar a combater a corrupção e o desperdício do dinheiro público.

gif-PSD