Congresso Consad completa dez anos com uma vasta programação

Os participantes do X Congresso Consad de Gestão Pública podem esperar por uma edição com muito conteúdo e novidades. A troca de experiências começou hoje (5) e vai até o dia 7 de julho, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, e promete reunir o mais variado público, desde estudantes e servidores públicos até especialistas em Gestão Pública. De Santa Catarina, participam desta edição histórica de 10 anos, os auditores internos do Poder Executivo André Luiz Rotelli, Tatiana Bozza, Clarice Ehara e Clóvis Coelho Machado.

Por ser um ano comemorativo, a programação foi pensada no atual cenário econômico e político do País, mas também na trajetória e nos resultados obtidos pelo evento, que hoje representa o maior congresso de gestão pública do Brasil. Com o tema “Gestão dos serviços públicos: o protagonismo cidadão e caminhos para a inovação governamental”, a conferência de abertura será apresentada pelo especialista em Modernização do Estado no BID, Pedro Farias.

O especialista apresentará o livro Governos que Servem, que apresenta lições a partir de casos estudados e analisa as dimensões como as novas tecnologias de informação e comunicações, a coordenação governamental, os marcos regulatórios e os modelos de gestão. Com base nestes estudos, são identificados três importantes vetores da inovação em serviços: integração, simplificação e gerenciamento. Devido ao sucesso, a publicação, que foi lançada em espanhol, ganhou também a versão em português.

E pensar em quanto custam os trâmites públicos para a sociedade? Um estudo, cujo projeto piloto foi testado em quatro estados mais o Distrito Federal, foi realizado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Governo Federal. O levantamento foi desenvolvido a partir das inúmeras transações feitas pelo cidadão na hora de tirar um Registro Geral, Carteira de Trabalho e como isso pode interferir nos custos e nos cofres públicos.

Durante os três dias, uma sessão plenária irá apresentar o balanço de 10 anos de história. A participação e controle social na gestão pública e as lições compartilhadas no âmbito do congresso.

WhatsApp Image 2017-07-05 at 19.19.17
Os auditores internos do Poder Executivo André Luiz Rotelli, Tatiana Bozza, Clarice Ehara e Clóvis Coelho Machado participam da abertura nesta quarta-feira

Trabalhos Científicos

Os painéis também contam com uma vasta programação. Com a missão de agregar conhecimento, os trabalhos científicos que serão apresentados durante os painéis demonstram o estágio de amadurecimento da administração pública brasileira. Os estudos vão desde aplicações de tecnologia para a transformação da gestão dos transportes na Administração Pública até as novas propostas para inserir a criatividade no governo eletrônico.

Este ano, o Consad recebeu mais de 400 inscrições de propostas de trabalhos científicos para o congresso. Desse total, 147 foram selecionados pelo Comitê Científico para integrar a programação do evento.

Acesse aqui a programação.

Congresso do Consad inicia debate sobre retomada do crescimento econômico

Enxergar a crise como oportunidade de mudança e enfretamento dos problemas estruturais. É com esse objetivo que XI Congresso Consad de Gestão Pública iniciou, na última quarta-feira (8), em Brasília. De Santa Catarina, além da presidente do Sindiauditoria, Tatiana Bozza, participam os auditores internos do Poder Executivo Ademar Senabio Filho, Clarice Taffarel, Maria Beatriz do Nascimento, Sérgio Augusto Michalczuk e Christian Corte Real.

Durante a abertura, a presidente do Conselho Nacional de Secretários de Administração (Consad) e secretária de Estado da Administração do Pará, Alice Viana, ressaltou que a crise econômica e política do Brasil trouxe sérias consequências para a administração pública. No entanto, explicou, o cenário tornou-se uma grande oportunidade para reforçar o processo de inovação e aprimoramento da administração pública.

“O congresso tem início em um momento diferente de todos os outros. As perspectivas, que antes iluminavam os congressistas, cederam espaço para um momento sombrio e desafiador. Em meio à angústia da sociedade, com o setor produtivo fechando as portas, a gestão pública precisa se reinventar para, de fato, tornar-se eficiente, eficaz, ética e verdadeiramente democrática”, ressaltou Alice Viana.

Para Tatiana Bozza, além de contemplar painéis específicos sobre auditoria governamental, o Consad trata de várias áreas da Gestão Pública que são importantes para a atuação dos auditores internos. “É muito importante para nós, que trabalhamos direto com os gestores estaduais, conhecer as novas práticas que estão em andamento nos demais estados e municípios do país”, explicou a servidora, ao completar que a troca de experiências é também uma excelente oportunidade para expandir os horizontes.

O evento segue até sexta-feira (10), no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, com a participação de autoridades, gestores e servidores públicos, especialistas e técnicos. Para acompanhar os detalhes da programação acesse: http://consad.org.br/.

Veja a opinião dos representantes catarinenses

“É importante participar do Consad, pois as apresentações de trabalhos e experiências de ponta sobre a gestão pública podem ajudar a melhorar ainda mais a qualidade dos trabalhos que desenvolvemos na Diretoria de Auditoria Geral (DIAG)”, Maria Beatriz Nascimento da Gerência de Informações Estratégicas e Apoio à Gestão (Gedin).

“A participação no Consad é uma grande oportunidade para nós, auditores internos, principalmente pela troca de experiências com os servidores de outros estados, o que ganha uma importância ainda maior nesse momento de crise econômica. Sabemos dos enormes desafios dos estados e municípios para cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal e é nesse momento que mais precisamos da qualidade de gestão”, Sérgio Augusto Michalczuk da Gerência de Auditoria de Pessoal (GAPES).

“A adoção da prevalência de critérios técnicos na seleção de cargos comissionados, com existência de normativas sobre o tema, já é uma realidade em Pernambuco e no município do Rio de Janeiro. Neste último, por exemplo, fora o aspecto técnico exigido para todos os candidatos à gestores públicos, apenas 10% das vagas são abertas àqueles não ocupantes de cargos efetivos, os chamados ‘cargos comissionados dos puros’”, Clarice Taffarel da Gerência de Auditoria de Pessoal (GAPES), sobre o painel “Dimensionamento da força de trabalho, alocação de pessoal e ocupação de cargos.

“Participar de eventos como o Consad é importante para conhecermos as novidades que estão aparecendo na área da Gestão Pública. Dominar esse assunto é fundamental para o desenvolvimento de trabalhos de auditoria interna, seja para melhorar as auditorias operacionais ou simplesmente melhorarmos nossas recomendações em auditorias de conformidades”, Christian Corte Real da Gerência de Auditoria de Pessoal (GAPES).

“Cada vez mais temos observado que o Governo Federal e os estados estão utilizando intensivamente as ferramentas de Tecnologia da Informação para aprimorar o trabalho de auditoria na folha de pagamento dos servidores públicos. Principalmente, no atual cenário econômico do País onde as despesas com pessoal estão no limite e é necessário encontrar soluções práticas. Os três painéis do Consad, que trataram sobre esse assunto, trouxeram experiências diferentes do uso de ferramentas de TI para ajudar a auxiliar os trabalhos da auditoria da folha de pagamento”, Ademar Senabio Filho da Gerência de Auditoria de Pessoal (GAPES).

Com informações de Rafaella Feliciano/Consad

 

DIAG participa de Congresso de Gestão Pública em Brasília

Banner-Site

Um amplo estudo escrito com participação e coordenação da auditora interna da Secretaria de Estado da Fazenda de Santa Catarina (SEF/SC) Clarice Taffarel será apresentado no VIII Congresso CONSAD de Gestão Pública, no dia 26 de maio, em Brasília.

O tema “Aposentadoria Especial no Âmbito dos Regimes Próprios de Previdência Social”, estudado pela equipe do Núcleo Previdenciário do Fórum Fiscal dos Estados Brasileiros, realizado anualmente pela Escola de Administração Fazendária (ESAF) do Governo Federal, foi escolhido dado a sua importância, atualidade e qualidade.

Na Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 (CF/1988), a possibilidade de aposentadoria especial para o servidor público constou da redação original do § 1º do art. 40, sendo preservado tal direito nas sucessivas reformas ocorridas, sendo atualmente o § 4º o que rege a matéria, aos servidores: portadores de deficiência;  que exerçam atividade de risco; cujas atividades sejam exercidas sob condições especiais que prejudiquem a saúde ou a integridade física.

O evento

Para esta edição são esperadas mais de 2 mil pessoas – entre autoridades, políticos, gestores, estudantes e servidores públicos das esferas federal, estadual, municipal e distrital. Para a Presidente do Consad, Alice Viana, o evento promove “uma rica troca de conhecimentos entre os estados a fim de melhorar a gestão pública do Brasil”.

A programação contemplará 57 painéis com apresentação de 170 cases de sucesso, que foram selecionados pelo Comitê Científico do Congresso Consad. Os temas tratam de orçamento, contabilidade, finanças, compras e patrimônio; gestão de pessoas na área pública; gestão por resultados, monitoramento e avaliação; novos formatos organizacionais; governança, participação e controle social; governo eletrônico e transparência.

As atividades não ficarão restritas ao plenário e às salas do Centro de Convenções. Nos corredores, será grande a movimentação de pessoas atraídas pelos estantes de livros e dos patrocinadores de entidades públicas e privadas do Congresso Consad. Neste ano, o evento tem promoção e realizado do Consad e do Ministério do Planejamento, com apoio do GDF e do BID.

Qualidade do gasto

Especialista em soluções de melhoria de processos e serviços públicos, a Presidente do Instituteon Governance Canada, Maryantonett Flumian, fará a conferência magna, que abre esta edição do evento. Ela também irá compor a mesa-redonda sobre as novas estratégias para a conquista da eficiência pública – debate que contará com a participação do especialista em modernização do Estado do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Pedro Faria, e de gestores do Governo Federal.

Na ocasião, o Consad e os Correios lançarão o selo postal e o carimbo comemorativo em alusão aos 15 anos da entidade, celebrado este ano. Os itens personalizados terão distribuição nacional e tiragem limitada para obliteração de correspondências da instituição.

Para se inscrever ou ter outras informações, acesse aqui.

SERVIÇO

Inscrição: 16 de março a 25 de maio

http://www.consad.org.br

Mais informações: Consad (61) 3322-5520

Com informações da Ascom da Secretaria de Estado da Fazenda e da Ascom Consad