Cícero Barbosa é conduzido ao cargo de presidente do Sindiauditoria para 2018-2019

Na última terça-feira, dia 27 de março, os Auditores Internos do Poder Executivo filiados ao Sindiauditoria se reuniram em Assembleia Geral Ordinária, em conformidade com o estatuto da instituição. Dez anos depois da fundação do sindicato, o auditor interno Cícero Alessandro Teixeira Barbosa foi conduzido novamente ao cargo de presidente, função que já ocupou entre 2008 e 2010. Na pauta também, foram debatidas a proposta de filiação à Pública Central de Servidores, a alteração de endereço da instituição, a prestação de contas 2017 e o plano orçamentário anual para a próxima gestão.

A diretoria 2018-2019 é composta por Thiago Pereira de Freitas, vice-presidente; Simone de Souza Becker, diretora Administrativo-financeiro; Rafael Lima Palmares, diretor de Comunicação; Valdor Angelo Montagna, diretor Jurídico; Rodrigo Stigger Dutra, diretor de Relações Sociais e Intersindicais; e Fabiana Ribeiro Borges, Secretária.

Fazem parte da nova composição do Conselho Fiscal: André Luiz de Resende, Caio Jamundá, Ricardo Cavalcanti Peixoto Filho, Inês Marina de Souza (suplente), Cristiano Socas da Silva  (suplente) e Clóvis Renato Squio (suplente).

WhatsApp Image 2018-03-28 at 04.39.05
Os membros da nova diretoria e do Conselho Fiscal reunidos durante a AGO 2018

“Precisamos continuar evoluindo”

“Nosso maior objetivo nessa gestão é trabalhar para implantar uma estrutura de Controladoria Geral ou Auditoria Geral cuja atuação possa dar-se de forma mais técnica e autônoma, vinculada diretamente ao Gabinete do Governador, nos moldes já adotados pela União e por mais de 20 estados”, destaca o presidente eleito. De fato, Santa Catarina é uma das últimas unidades da federação, num total de três estados, onde a estrutura de auditoria e controle interno ainda se encontra no segundo escalão de governo, ou seja, uma diretoria dentro da Secretaria de Estado da Fazenda.

A criação de tal estrutura é também uma cobrança da Corte de Contas Estadual, sob forma de reiteradas recomendações (quando da emissão de pareceres acerca da prestação de contas do Governo), do Ministério Público Estadual e, por fim, do Banco Mundial ao analisar o Sistema de Controle Interno catarinense. “Nosso sindicato buscará, doravante, a união de todos os Auditores Internos do Poder Executivo em prol da estruturação de uma Controladoria/Auditoria Geral, dotada de autonomia e melhor instrumentalizada para atender às necessidades e aos anseios dos catarinenses”, completou Barbosa.

 

Anúncios

Auditoria Interna e Junta Comercial iniciam gestão de riscos no Executivo catarinense

A Secretaria de Estado da Fazenda e a Junta Comercial do Estado assinaram uma portaria conjunta na última terça-feira (16) para iniciar o gerenciamento de riscos na JUCESC com um grupo de trabalho da Diretoria de Auditoria Geral do Estado (DIAG). O documento foi assinado pelo secretário da Fazenda, Renato Lacerda, pelo presidente da Junta Comercial, Julio Marcellino Jr e pelo auditor geral do Estado, Augusto Piazza.

O projeto na Junta será o primeiro a ser formalizado, e passará pelas etapas de avaliação do ambiente de controle, eleição de processo para identificação e avaliação de eventos de risco, resposta aos riscos selecionados e definição de procedimentos de controle. A previsão é de que o trabalho esteja concluído até o final de março.

WhatsApp Image 2018-01-17 at 16.57.22
Piazza (centro) acredita que a Gestão de Riscos é um componente importante do Controle Interno da Administração pública 

O secretário da Fazenda acredita que o gerenciamento de riscos é um instrumento importante para o fortalecimento das estruturas de governança. “A gestão eficaz de riscos acaba resultando em melhoria na qualidade dos serviços prestados, que é a finalidade principal da administração pública”, defende Lacerda.

O presidente da JUCESC ofereceu total acesso do grupo de trabalho às informações gerenciais da instituição. “Temos muito a ganhar com a participação nesse projeto e estamos abertos à incorporação das boas práticas associadas a ações preventivas”, disse o presidente Marcellino.

WhatsApp Image 2018-01-17 at 16.57.40.jpeg
A equipe de auditores internos do Poder Executivo, o secretário da Fazenda, Renato Lacerda, o presidente da Junta Comercial, Julio Marcellino Jr e pelo auditor geral do Estado, Augusto Piazza

“Sabemos que os riscos existem e podem ser de diversas naturezas. Estar preparado para eles é uma forma inteligente de gestão. Controle interno também é isso”, conclui o auditor geral, Augusto Piazza.

O grupo de trabalho será coordenado pelo auditor interno Cícero Alessandro Teixeira Barbosa e composto pelas auditoras internas Alessandra Barcellos Barros, Fabiana Ribeiro Borges e Josane Mara Maciel. “O alcance dos objetivos é cercado por incertezas que podem se tornar ameaças”, diz o coordenador Cícero Barbosa. Ele explica que além de identificar os riscos, é fundamental que se identifique suas causas. “Cabe ao gestor trazer para si a responsabilidade e envolver as equipes para que a gestão de riscos realmente aconteça”, completou.

Com informações da ASCOM/SEF

Confira o SINDIAUDITORIA EM AÇÃO deste mês

Mais uma edição do informativo do Sindiauditoria acaba de sair, edição especial sobre as atividades da categoria em Santa Catarina.

Neste mês você vai encontrar um material exclusivo sobre:
➡️ Raio x: Controle interno catarinense precisa evoluir;
➡️ MPSC na defesa do patrimônio municipal
➡️ O perfil da auditora interna Fabiana Ribeiro Borges;
➡️ DART: um milhão de consultas;

Boa leitura!