Capacitação sobre o módulo Transferências do SIGEF em seis cidades

A Diretoria de Auditoria Geral (DIAG) da Secretaria de Estado da Fazenda em parceria com a Federação Catarinense de Municípios (FECAM), a Escola de Gestão Pública Municipal (EGEM) e as associações de municípios, promoveram no mês de setembro capacitações aos Gestores Municipais de Convênios e demais agentes envolvidos na gestão de convênios estaduais.

Foram capacitados centenas de agentes estaduais e municipais em seis encontros regionais que ocorreram em Araranguá, Blumenau, Maravilha, Luzerna, Florianópolis e Lages. As capacitações foram focadas na utilização do módulo Transferências do Sistema Integrado de Gestão e Planejamento Fiscal (SIGEF) e abordou também aspectos relevantes da legislação.

Mais informações referentes aos convênios e instrumentos congêneres celebrados pelo Estado  de Santa Catarina podem ser acessadas pelo Portal Sctransferências (www.sctransferencias.sc.gov.br).

Saiba mais

Conheça o trabalho da Gerência de Auditoria de Recursos Antecipados (Geran).

99144B38-CE98-4917-8F9D-5DD08360C818
Araranguá
731BA980-9FD0-441E-8130-38F20AC0BE3D
Blumenau
8F9DFF63-6545-41AE-9B00-A9819FA8284D
Maravilha e Luzerna
45723EDF-2372-4205-8E20-C3831B54478F
Florianópolis
7DEF1A13-C153-4B2C-BBDF-CC506401989C
Lages
Anúncios

Auditores internos capacitam servidores sobre folha de pagamento

Em parceria com a Fundação Escola de Governo ENA, os auditores internos do Poder Executivo coordenam, hoje (8), uma capacitação com os servidores estaduais que trabalham nas unidades de controle interno do Estado e utilizam o Sistema Integrado de Gestão de Recursos Humanos (SIGRH). A ferramenta foi pensada para otimizar os gastos da folha de pagamento e ajudar a evitar erros e pagamentos indevidos.

A equipe é coordenada pelo auditor interno Sérgio Augusto Michalczuk e conta com a participação dos auditores internos Clóvis Machado e Maurício Martins Arjona e do administrador Wladimir Dalfovo. Participaram deste encontro representantes das secretarias de Segurança Pública, de Educação e da Fazenda, da Fundação de Educação Especial (FCEE) e do Instituto de Previdência do Estado de Santa Catarina (IPREV).

Como consequência, os organizadores esperam que as atividades de controle na área de pessoal serão muito mais eficientes e eficazes. Por isso, ao longo do ano outras novas etapas estão previstas, até que a totalidade dos servidores que atuam nas unidades de controle interno no Poder Executivo estadual seja atingida. Uma primeira etapa já foi realizada em novembro do ano passado.

IMG_4538
A capacitação ocorre nesta terça-feira (8) das 13h30 às 19h na sede da ENA em Florianópolis

Em números


A folha de pagamento dos servidores do Governo do Estado de Santa Catarina custa anualmente cerca de R$ 12,3 bilhões aos cofres públicos. Eles atuam em estruturas distribuídas nas mais diversas realidades, como por exemplo nas áreas da saúde, educação, segurança pública e assistência social. Juntos eles formam o corpo que move o Poder Executivo na missão de servir a sociedade catarinense. Gerenciar toda essa estrutura de recursos humanos é um trabalho enorme, que precisa ser dividido entre gestores diferentes para que a Administração Pública possa avançar.

CGU e Enap abrem inscrições para curso virtual sobre controle social

Estão abertas as inscrições para o curso virtual “Controle Social”, promovido pela Controladoria-Geral da União (CGU) e pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap). A capacitação é destinada a agentes públicos dos três poderes e das três esferas de governo, além de cidadãos em geral. Para participar, basta se inscrever no site da Enap até o dia 25 de fevereiro.

Com carga horária de 20 horas, o curso está dividido em quatro módulos e discutirá temas como: monitoramento e objetivos do controle interno, responsabilidade da administração, ferramentas para fiscalização dos recursos públicos, entre outros. As aulas vão do dia 1º a 21 de março e as vagas são ilimitadas.

O controle social é um mecanismo de prevenção da corrupção e de fortalecimento da cidadania. Dessa forma, é uma ferramenta que atua para promover a participação do cidadão na gestão pública e complementar o controle institucional.

Durante o curso, o participante terá a oportunidade de testar na prática diversos instrumentos de controle social. Além disso, conhecerá formas de acompanhar, fiscalizar e exigir serviços de qualidade dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, seja em âmbito municipal ou federal. Participe!

9add70ca-e8a1-4a03-9b16-cc1a20662251
Com informações do portal da CGU