Sindiauditoria defende mudanças no texto da Reforma Previdenciária

Representando o Sindiauditoria, as auditoras internas do Poder Executivo Clarice Taffarel e Alcione Teresa Costa participaram das atividades do movimento Ocupa Brasília, em protesto a atual Reforma Previdenciária. Outras entidades representativas de servidores públicos das demais esferas de governo também foram à Capital federal, entre os dias 24 e 25, para sensibilizar os parlamentares federais sobre a necessidade de aperfeiçoar o texto que tramita na Câmara dos Deputados, por meio da Proposta de Emenda Constitucional nº 287/2016.

O grupo visitou o gabinete dos deputados catarinenses Carmen Zanotto (PPS), João Paulo Karam Kleinübing (PSD), Geovania de Sá (PSDB) e Edson Bez de Oliveira (PMDB). Na conversa, os servidores reforçaram a posição de que se o texto original da PEC já trouxe grandes impactos nos critérios de acesso à aposentadoria e respectiva forma de cálculo dos benefícios, com o texto substitutivo (PEC 287-A) a situação ficou ainda mais grave e precisa ser revista.

Apesar do Governo Federal se mostrar intransigente à qualquer alteração na proposta, os parlamentares visitados foram receptivos à receber, nos próximos dias, um documento oficializando as principais sugestões que foram pontuadas: paridade e integralidade (para quem ingressou até à EC nº 41/2003); revisão do cálculo das aposentadorias (para quem ingressou após a EC 41/2003 e antes da instituição da aposentadoria complementar); e pensões.

De Santa Catarina, também estiveram presentes os servidores fazendários Ivanor Bez (Associação dos Analistas da Receita Estadual IV – ANARE), Gutenberg Salles Afonso (Sindicato dos Contadores da Fazenda Estadual – SINCOFAZ) e Salésio Fernandes Honorato (Sindicato dos Servidores da Fazenda –  SINDIFAZ).

Posicionamento

Diante do atual cenário político, a Reforma da Previdência está sobrestada, mas tão logo essa matéria seja retomada, o Sindiauditoria permanecerá articulado com as outras entidades de classe para impedir que ela seja aprovada na forma que foi apresentada por meio do substitutivo 287-A.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Especialistas debatem o futuro do controle interno no Brasil

Começa nesta quarta-feira (18), em Brasília, uma conferência nacional sobre o Controle Interno no Brasil – Desafios e oportunidades de melhoria. O evento é uma iniciativa do Banco Mundial em colaboração com o Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci). Na oportunidade, os auditores internos do Poder Executivo Rodrigo Stigger Dutra, Clóvis Renato Squio e Wanderlei Pereira das Neves representam o Estado de Santa Catarina.

A conferência foi desenhada para compartilhar com os participantes as experiências exitosas do sistema europeu de controle interno e, com base no que foi aprendido durante a visita de estudo feita à Croácia e Bulgária em março deste ano, debater sobre ideias e atividades para fortalecer o ambiente de controle interno nacional e discutir opções para estabelecer uma parceria entre os vários interessados para em apoiar essas iniciativas.

Dutra integra o grupo que vai apresentaras atividades e o papel da auditoria interna e sua harmonização, fechando o primeiro dia do seminário. Ele também será um dos moderadores da atividade envolvendo debate sobre centralização ou descentralização da auditoria interna. “Trata-se de um evento do mais alto gabarito, que reunirá as lideranças dos principais órgãos de controle interno do país”, resumiu o servidor da Diretoria de Auditoria Geral (Diag).

Entre os participantes, o evento contará com o novo ministro da Fiscalização, Transparência e Controle, Fabiano Silveira, órgão recém-criado pelo Governo Federal e que substitui a Controladoria Geral da União (CGU). Além disso, o especialista em PIC Model (Public Internal Control) Robert Gielisse estará presente para falar sobre o modelo recomendado pela União Europeia. “Inclusive, tivemos reunião com ele na terça-feira para trocar algumas ideias a respeito do que pode ocorrer em um futuro próximo no sistema de controle interno no Brasil”, conta Dutra.

A conferência terá três dias de duração e contará com a experiência internacional de representantes da África do Sul, França e apresentação dos modelos da Bélgica e Áustria. Para saber mais detalhes da programação e acompanhar o andamento dos trabalhos acesse o site do Banco Mundial.

o
Na foto, os técnicos reunidos no começo do ano para preparar a viagem internacional (Foto: Conaci/Divulgação)

 

 

Reunião Técnica do Conaci reunirá representantes em Brasília no começo de julho

Em Brasília, nos próximo dias 2 e 3 de julho, o Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci) promoverá a 15ª Reunião Técnica da instituição. Reunidos no auditório da Controladoria Geral da União (CGU), os representantes de estados e municípios debaterão temas importantes, como a regulamentação da Lei Anticorrupção e o andamentos da PEC 45/2009. O presidente do Conaci, Gustavo Ungaro, presidirá os trabalhos.

Na programação, ainda, está as filiações da Controladoria Geral do Município de Salvador e da Controladoria Geral do Município de Macapá.Haverá a apresentação dos resultados da parceria com o Banco Mundial  e  a reunião do grupo de trabalho de Prevenção e Combate à Corrupção . Na sexta-feira (3), os assuntos da pauta serão mais internos.

Para mais informações, clique aqui.