Conaci e Banco Mundial buscam aprimorar parceria já existente

Os representantes do Conaci (Conselho Nacional de Controle Interno) e do Banco Mundial (BIRD) reuniram-se em Brasília, na última semana, a fim de traçar objetivos e estratégias de atuação para os próximos dois anos, além de aprimorar as atividades já existentes no âmbito da parceria entre as instituições. “O suporte dado pelo Conaci e pelo Banco Mundial, com a realização de missões internacionais, permitiu a evolução dos membros na atuação de suas auditorias internas com a adição das melhores práticas internacionais. Um exemplo é a adoção do IA-CM em Santa Catarina como ferramenta para aumentar a efetividade de suas ações”, explica o auditor interno do Estado Rodrigo Dutra que participou da reunião ao lado dos auditores internos Frederico da Luz e Marisa Zikan.

Na oportunidade, foram tratados assuntos relacionados ao fortalecimento dos controles internos, a visão e os principais resultados alcançados pelos estados e municípios que receberam os seminários, o panorama da implementação do IA-CM nos órgãos membros do Conaci, entre outras pautas. “A reunião é fundamental para que haja um alinhamento de expectativas, tanto do Banco Mundial como do CONACI, no direcionamento das ações da parceria, em especial em face da recente aprovação do nosso planejamento estratégico. Nesse particular, é importante que os recursos disponibilizados pelo Banco sejam vertidos para projetos aderentes aos objetivos estabelecidos no Planejamento Estratégico”, comenta o presidente do Conaci, Leonardo Ferraz.

As expectativas do Banco Mundial são relacionadas ao aumento do nível de adesão dos órgãos às melhores práticas internacionais relacionadas ao controle e à auditoria interna governamental, dentre elas o IA-CM. A especialista sênior em gestão financeira do BIRD, Susana Amaral, afirma que o Conaci é a única entidade capaz de fomentar essas adesões. “O Conaci é o órgão que pode garantir essa harmonização em termos de qualidade, eficiência, resultados e procedimentos, relacionado ao Controle Interno. Essa garantia é fundamental para o desenvolvimento do país”, reforça ela.

WhatsApp Image 2019-06-14 at 18.07.12
Para o auditor interno do Estado Frederico da Luz (centro), a participação efetiva de SC é fundamental para o aperfeiçoamento dos trabalhos de auditora interna e tem reflexo direto no aprimoramento da gestão pública (Foto: Divulgação/Conaci)
Anúncios

Gestão de riscos na administração pública é tema de seminário em Florianópolis

Encontrar maneiras de reduzir as ameaças à administração pública e melhorar o uso de recursos financeiros estão entre os objetivos do Seminário “Gestão de Risco para a Boa Governança: o papel da Auditoria Interna”, que ocorreu no último dia 7 de maio. O encontro, realizado no Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis, reuniu gestores, servidores e técnicos do Governo do Estado para um dia de atualização e debates sobre a auditoria interna contemporânea, seu viés de agregar valor às instituições, por meio da melhora da eficácia dos processos de gerenciamento de riscos, controle e governança.

“O tema é muito relevante porque temos que conhecer o risco, fazer a prevenção, o cenário e elaborar as respostas para esses problemas. As companhias de seguros, os bancos, estão muito acostumados a fazer esse tipo de trabalho, e nós do setor público também temos que fazer, porque só vamos ver o efeito de uma má gestão de risco no futuro. É o Estado que sofre as consequências”, afirmou o secretário de Estado da Fazenda (SEF), Paulo Eli, na abertura do encontro. Como exemplo, estão casos em que o governo precisa se assegurar que uma empresa contratada para realizar uma obra complexa terá competência técnica para finalizá-la ou em garantir segurança jurídica para fazer um contrato de serviço terceirizado.

seminario_gestao_de_risco_para_a_boa_governanca__20190507_2094258699
A Diretoria de Auditoria Geral promoveu o evento em parceria com o Conaci, o Banco Mundial e apoio do Sindiauditoria (Foto: James Tavares/ Secom)

Para o professor Luiz Felipe Ferreira, que assumirá a Controladoria-Geral do Estado (CGE/SC) e representou o governador Carlos Moisés no evento, o seminário é muito importante neste momento em que a reforma administrativa tramita na Assembleia Legislativa. “O Estado irá ganhar uma unidade autônoma de gestão de riscos que virá a ser a CGE. Queremos desmistificar o viés exclusivamente fiscalizatório do órgão, porque ele terá o papel de potencializar e alavancar a atuação dos auditores internos da SEF para o uso correto do recurso público e a boa gestão”, disse o futuro controlador-geral do Estado.

seminario_gestao_de_risco_para_a_boa_governanca__20190507_1380458654
Para o o professor Luiz Felipe Ferreira o seminário é muito importante neste momento em que a reforma administrativa tramita na Assembleia Legislativa (Foto: James Tavares/ Secom)

Importância do controle interno

Durante a primeira palestra do evento, a especialista em Gerenciamento Financeiro do Banco Mundial, Susana Philomeno Amaral, abordou a importância da utilização do Controle Interno como ferramenta para alavancar resultados. “Ele deve ter um papel ativo na reformulação administrativa das organizações e a gestão deve ser pró-ativa, com responsabilidade dos gestores e participação efetiva das equipes de trabalho”, afirma. Na sequência, o tema foi “Auditoria Interna Governamental como instrumento de agregação de valor à Administração Pública”, apresentado pelo coordenador Geral de Métodos, Capacitação e Qualidade da Controladoria Geral da União, Sérgio de Paula. “O Controle Interno está presente no dia a dia e na execução das tarefas dos gestores no Poder Público, por isso a importância de discutir o tema. Transformar a sociedade , entregar bons serviços ao cidadão e atender as demandas sociais são obrigações do Estado”, pontua. “Antes o foco da auditoria interna era o controle e os processos. Agora o objetivo é verificar e gerenciar os riscos para alcançar as metas e mitigar as ameaças”, explica.

seminario_gestao_de_risco_para_a_boa_governanca__20190507_1959348222
Susana Philomeno Amaral (Banco Mundial) destacou a importância do Controle Interno para alavancar resultados (Foto: James Tavares/ Secom)

Ciclo de seminários 

O evento faz parte do ciclo dos seminários programados para o primeiro semestre de 2019, originado da parceria entre o Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci) e o Banco Mundial. A parceria das instituições tem como intuito principal promover o desenvolvimento do Controle Interno no país, por meio da conscientização dos gestores sobre a sua importância, para alcançar resultados de forma segura e transparente. Além de promover padronização de conceitos entre os profissionais da área.

Confira as datas dos próximos seminários : 

10 de maio – Recife (PE)

17 de maio – Belo Horizonte (MG)

31 de maio – João Pessoa (PB)

05 de junho – Rio de Janeiro (RJ)

10 de junho – São Paulo (SP)

Seminário do Banco Mundial e do Conaci sobre Gestão de Riscos, Governança e Auditoria Interna é destaque na CBN Diário

Na manhã desta terça-feira (30), a auditora interna Marisa Zikan e o futuro controlador-geral do Estado de Santa Catarina, professor Luiz Felipe Ferreira, apresentaram o Seminário “Gestão de Riscos para Boa Governança – O Papel da Auditoria Interna” na CBN Diário.

O evento é uma realização do Conaci em parceria com o Banco Mundial Brasil e ocorrerá no dia 7 de maio, das 9h às 17h, no Teatro Pedro Ivo.

As inscrições são gratuitas e limitadas.

Para mais informações acesse: https://doity.com.br/seminario-gestao-de-riscos