Gestão de riscos na administração pública é tema de seminário em Florianópolis

Encontrar maneiras de reduzir as ameaças à administração pública e melhorar o uso de recursos financeiros estão entre os objetivos do Seminário “Gestão de Risco para a Boa Governança: o papel da Auditoria Interna”, que ocorreu no último dia 7 de maio. O encontro, realizado no Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis, reuniu gestores, servidores e técnicos do Governo do Estado para um dia de atualização e debates sobre a auditoria interna contemporânea, seu viés de agregar valor às instituições, por meio da melhora da eficácia dos processos de gerenciamento de riscos, controle e governança.

“O tema é muito relevante porque temos que conhecer o risco, fazer a prevenção, o cenário e elaborar as respostas para esses problemas. As companhias de seguros, os bancos, estão muito acostumados a fazer esse tipo de trabalho, e nós do setor público também temos que fazer, porque só vamos ver o efeito de uma má gestão de risco no futuro. É o Estado que sofre as consequências”, afirmou o secretário de Estado da Fazenda (SEF), Paulo Eli, na abertura do encontro. Como exemplo, estão casos em que o governo precisa se assegurar que uma empresa contratada para realizar uma obra complexa terá competência técnica para finalizá-la ou em garantir segurança jurídica para fazer um contrato de serviço terceirizado.

seminario_gestao_de_risco_para_a_boa_governanca__20190507_2094258699
A Diretoria de Auditoria Geral promoveu o evento em parceria com o Conaci, o Banco Mundial e apoio do Sindiauditoria (Foto: James Tavares/ Secom)

Para o professor Luiz Felipe Ferreira, que assumirá a Controladoria-Geral do Estado (CGE/SC) e representou o governador Carlos Moisés no evento, o seminário é muito importante neste momento em que a reforma administrativa tramita na Assembleia Legislativa. “O Estado irá ganhar uma unidade autônoma de gestão de riscos que virá a ser a CGE. Queremos desmistificar o viés exclusivamente fiscalizatório do órgão, porque ele terá o papel de potencializar e alavancar a atuação dos auditores internos da SEF para o uso correto do recurso público e a boa gestão”, disse o futuro controlador-geral do Estado.

seminario_gestao_de_risco_para_a_boa_governanca__20190507_1380458654
Para o o professor Luiz Felipe Ferreira o seminário é muito importante neste momento em que a reforma administrativa tramita na Assembleia Legislativa (Foto: James Tavares/ Secom)

Importância do controle interno

Durante a primeira palestra do evento, a especialista em Gerenciamento Financeiro do Banco Mundial, Susana Philomeno Amaral, abordou a importância da utilização do Controle Interno como ferramenta para alavancar resultados. “Ele deve ter um papel ativo na reformulação administrativa das organizações e a gestão deve ser pró-ativa, com responsabilidade dos gestores e participação efetiva das equipes de trabalho”, afirma. Na sequência, o tema foi “Auditoria Interna Governamental como instrumento de agregação de valor à Administração Pública”, apresentado pelo coordenador Geral de Métodos, Capacitação e Qualidade da Controladoria Geral da União, Sérgio de Paula. “O Controle Interno está presente no dia a dia e na execução das tarefas dos gestores no Poder Público, por isso a importância de discutir o tema. Transformar a sociedade , entregar bons serviços ao cidadão e atender as demandas sociais são obrigações do Estado”, pontua. “Antes o foco da auditoria interna era o controle e os processos. Agora o objetivo é verificar e gerenciar os riscos para alcançar as metas e mitigar as ameaças”, explica.

seminario_gestao_de_risco_para_a_boa_governanca__20190507_1959348222
Susana Philomeno Amaral (Banco Mundial) destacou a importância do Controle Interno para alavancar resultados (Foto: James Tavares/ Secom)

Ciclo de seminários 

O evento faz parte do ciclo dos seminários programados para o primeiro semestre de 2019, originado da parceria entre o Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci) e o Banco Mundial. A parceria das instituições tem como intuito principal promover o desenvolvimento do Controle Interno no país, por meio da conscientização dos gestores sobre a sua importância, para alcançar resultados de forma segura e transparente. Além de promover padronização de conceitos entre os profissionais da área.

Confira as datas dos próximos seminários : 

10 de maio – Recife (PE)

17 de maio – Belo Horizonte (MG)

31 de maio – João Pessoa (PB)

05 de junho – Rio de Janeiro (RJ)

10 de junho – São Paulo (SP)

Anúncios

CONACI representa o Brasil no fórum do Banco Mundial na Geórgia

O Conselho Nacional de Controle Interno (CONACI) viajou até a Europa Oriental para participar do Fórum PEMPAL IACOP – Comunidade de Práticas de Auditoria Interna Governamental, organizada e liderada pelo Banco Mundial, realizado na cidade de Tbilisi, na Geórgia.  A equipe esteve representada pelo Contador e Auditor-Geral do Estado do Rio Grande do Sul e presidente do CONACI, Álvaro Fakredin; e pelo Controlador Geral do Estado de Rondônia (CGE/RO), Francisco Netto.

O evento, realizado de 29 de outubro a 02 de novembro, teve a participação de 31 países, reunindo 75 autoridades mundiais. Dentre os presentes, destaque para a participação do Vice-Ministro das Finanças da Geórgia, Sr. Giorgi Kakauridze e a Chefe da CHU, Ministra das Finanças da Geórgia, Sra. Giuli Chkuaseli.

Durante o encontro, os principais temas abordados foram: Metodologia COSO e as 3 linhas de defesa; ferramentas de avaliação aplicadas na Holanda; introdução ao ambiente de Controles Internos e seus princípios; os principais avanços obtidos pelo grupo de trabalho de Auditoria Interna; os avanços das reformas da Geórgia na organização de sua auditoria e Controle Interno; os principais desenvolvimentos obtidos pelo PEMPAL IACOP nos últimos 10 anos, em seus 23 países membros; como demonstrar o valor da Auditoria Interna no Setor Público; melhores práticas em avaliar a efetividade da Auditoria Interna e  marketing da Auditoria Interna – o modelo da Áustria.

AK_PEMPAL
O Conaci foi representado pelo Contador e Auditor-Geral do Estado do Rio Grande do Sul e presidente da instituição, Álvaro Fakredin (centro)

Para Fakredin, a reunião realizada na Geórgia além de muito relevante e proveitosa, serviu para consolidar a vontade recíproca entre CONACI e PEMPALIACOP de trazer a metodologia para a América Latina. “Essa metodologia é de extrema importância, tanto por sua forma de organização como pelos conceitos já materializados – um trabalho fundamental e já estabelecido. Trazer a metodologia PEMPAL para a América Latina e para o Brasil será de grande valor para a Auditoria Interna e Controle de Governos, especialmente por intermédio da parceria com o Banco Mundial” concluiu.

O presidente do CONACI agradeceu ao PEMPAL por oportunizar que outro controlador brasileiro (Francisco Netto – CGE/RO) pudesse acompanhar o Fórum. “Esta é uma forma de também disseminar os conhecimentos e sobretudo manter a consolidação do vínculo do CONACI com as grandes instituições e as maiores tecnologias de especialistas do mundo na área da Governança Pública, Controle e da Auditoria Interna Governamental”, ressaltou.

“A área governamental é extremamente importante para o IIA Brasil”

O Instituto dos Auditores Internos do Brasil (IIA-Brasil) organizou o Conbrai (Congresso Brasileiro de Auditoria Interna) nos dias 26 a 29 de novembro, no Rio de Janeiro. O blog do Sindiauditoria conversou com Antônio Edson Maciel, diretor da instituição, para fazer um balanço desta 38a edição. Entre as novidades, ele conta que no próximo ano o Brasil recebe o Congresso Latino Americano da Auditores Internos.

SINDIAUDITORIA – Como o IIA Brasil avalia o Conbrai 2018? Expectativas superadas? 

Antônio Edson Maciel – O Conbrai 2017 foi mais um sucesso. Em 2016 em SP, também já havíamos batido diversos recordes. Esse ano no Rio de Janeiro superamos as expectativas de público, com quase 800 participantes, cotas de patrocínio e uma larga cobertura da imprensa.

SINDIAUDITORIA – Qual o ponto de destaque da programação?

Antônio Edson Maciel – Tivemos diversos pontos de destaques, entre eles os painéis de debate com profissionais expoentes no mercado, palestrantes renomados, bem como o lançamento do novo COSO e a divulgação da nova versão do IPPF, que é a Estrutura Internacional de Práticas Profissionais, traduzido do IIA Global.

SINDIAUDITORIA – A presença de grandes nomes nacionais foi importante?

Antônio Edson Maciel – Certamente, grandes nomes atraem público e também a imprensa. Cabe destacar que o Conbrai conquistou muita credibilidade, atraindo diversos palestrantes do setor público e privado. Atualmente nosso desafio está no conflito de agendas de grandes nomes, mas não eu recusas para palestrar. Isso graças ao trabalho profissional que a Diretoria Executiva, Conselho de Administração e parceiros do IIA vem fazendo, há várias gestões.

conbrai
O Conbrai se consolidou como o maior evento de auditoria interna do País

SINDIAUDITORIA – A auditoria governamental vem ganhando espaço nas últimas edições. O IIA Brasil entende que essa área é importante para o público do evento?

Antônio Edson Maciel – A área governamental é extremamente importante para o IIA Brasil. Praticamente 50% dos nossos associados são da área governamental. Existe um interesse muito grande da área governamental em melhorar ainda mais a qualificação de seus profissionais e cabe ao IIA acolher e incentivar essas iniciativas, tanto do setor publico como também do privado. Vale destacar que nossa diretoria e conselho também é composta por profissionais da área governamental.

SINDIAUDITORIA – Para o próximo ano, teremos novidades para o público?

Antônio Edson Maciel – Para o próximo ano não teremos o Conbrai, mas sim o CLAI que é o Congresso Latino Americano da Auditores Internos, que orgulhosamente será realizado em Foz do Iguaçu (PR) em outubro. O IIA Brasil orgulhosamente sediará esse grande evento, com participantes de toda a America Latina. Esperamos mais de 1300 pessoas. Esse ano o CLAI foi em Buenos Aires, na Argentina, onde estive presente, pois faço parte da comissão organizadora do CLAI. Saímos de la com o compromisso de bater mais recordes. Cabe salientar que Brasil sediou o CLAI em 2010 no Rio de Janeiro. Contaremos com destaques nacionais e internacionais e uma extensa grade de palestras e grandes notáveis do setor público e privado.

conbrai2
No próximo ano, o IIA-Brasil organiza o Congresso Latino Americano da Auditores Internos