Auditor interno, um aliado da sociedade no combate pela qualidade do gasto público

Entre as comemorações do calendário da administração pública, o dia 20 de novembro é dedicado a uma categoria bem específica, que entre suas atividades cotidianas mantém acesa a busca pela efetividade na qualidade do gasto público. Ainda não muito conhecida, a ação do auditor interno segue essencial para garantir o controle interno das contas públicas.

Mesmo que a rotina pareça bastante burocrática, cheia de relatórios, revisões de contrato e editais, inspeções e atendimentos, o foco destes servidores é um só: ser os olhos dos catarinenses. É com este respeito a todos aqueles que pagam seus impostos, que uma equipe de 60 auditores internos trabalha no Poder Executivo estadual para orientar sobre a correta aplicação dos recursos.

“Evitar o gasto inadequado, prevenir os erros, munir os gestores com informações qualificadas para uma tomada de decisão acertada será sempre o caminho mais curto para atingirmos a tão sonhada gestão eficiente”,  esclarece o presidente do Sindiauditoria, Clóvis Squio.

cartao-redes-dia-do-auditor3

Esses servidores, aprovados por concurso público, possuem uma formação superior nas áreas de Administração, Contabilidade, Direito ou Economia. Juntos eles formam uma equipe multidisciplinar, capacitada para orientar sobre como utilizar os mecanismos de controle interno para efetivar as políticas públicas tão importantes para o desenvolvimento econômico e social dos catarinenses.

São diversos projetos e atividades coordenados por esses servidores que, dentro das estruturas do Governo do Estado, procuram antecipar as irregularidades para evitar um estrago maior nos cofres públicos. Para citar um número, entre desembolsos evitados e créditos à ressarcir, a equipe da Diretoria de Auditoria Geral da Secretaria de Estado da Fazenda gerou, só em 2016, uma economia direta de mais de R$ 18 milhões. Valor que pode ser realocado em áreas importantes como saúde, educação e infraestrutura.

“Este Dia do Auditor Interno, que comemoramos hoje em todo País, serve não apenas para ressaltar a figura deste profissional, mas também para nos indicar que, se queremos melhorar a administração pública brasileira, precisamos aprofundar ainda mais as estruturas de controle das nossas instituições e investir no fortalecimento desta carreira”, explica Squio.

cartao-redes-dia-do-auditor

Opinião: Leia o artigo completo do nosso presidente

“A sintonia é importante para termos eficiência no trabalho da auditoria”

Os auditores internos do Poder Executivo se reuniram nesta terça-feira (25) na Udesc, em Florianópolis, com o objetivo de traçar ações estratégicas para melhorar o nível de excelência do trabalho da Diretoria de Auditoria Geral (DIAG). Esta reunião ocorre uma vez por ano, com todos os 55 servidores da unidade.

Durante à tarde, o grupo se dividiu em três equipes que, simultaneamente, passaram pelas seguintes dinâmicas: Avaliação dos resultados de 2016 e apresentação do plano de 2017; Aplicação da metodologia de análise SWOT (Strengths, Weaknesses, Opportunities e Threats) para subsidiar os trabalhos do planejamento estratégico; e Dinâmica de jogo para identificação de habilidades importantes em atividades em grupos, tais como: organização, liderança, comunicação, análise e solução de problemas.

O diretor da DIAG, Augusto Puhl Piazza, destacou a importância da interação entre a equipe e completou: “a sintonia é importante para termos eficiência no trabalho da auditoria”.

Com informações da SEF/SC

Ferramenta facilita a verificação dos requisitos legais para o repasse de recursos do Estado

O DART SCtranferências – Demonstrativo de Atendimento dos Requisitos para Transferências Voluntárias – ferramenta desenvolvida pela Diretoria de Auditoria Geral da Secretaria de Estado da Fazenda (DIAG/SEF) em parceria com o Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina S/A (CIASC), vem apresentando ótimos resultados de acessibilidade desde seu lançamento, em meados de 2014.  Desde que foi disponibilizado, o sistema já recebeu 974.660 consultas.

O demonstrativo, de consulta pública, trouxe mais agilidade e transparência ao processo e consolida verificações de regularidades exigidas pela legislação aplicável à transferência de recursos repassados de forma voluntária pelo Estado. Por meio do DART SCtransferências, entes públicos, organizações da sociedade civil e pessoas físicas, interessados em firmar parcerias com o Estado, poderão, a qualquer momento, verificar se estão comprovando o atendimento dos requisitos legais exigidos para a concessão dos recursos públicos, além de serem informados das possibilidades de regularização, em caso de pendências.

Antes de sua implantação, o Estado somente realizava verificações sistêmicas de três itens exigidos pela legislação. Os demais requisitos eram confirmados por meio de documentos, e, ainda, o beneficiário não conseguia acompanhar com antecedência as situações de atendimento das regularidades, pois dependia de informações do concedente.

“O DART se tornou uma importante ferramenta de auxílio no cumprimento das obrigações legais relativas ao repasse de recursos de forma voluntária. Auxilia tanto os órgãos do Estado, quanto os proponentes. Os municípios mais bem preparados, por exemplo, podem acompanhar diariamente sua regularidade por meio da ferramenta”, pontua o gerente de Auditoria de Recursos Antecipados, César Cavalli, ao destacar que os números de acesso demonstram o sucesso da ferramenta.

O DART está disponível, no Portal SCtransferências, através do endereço eletrônico www.sctransferencias.sc.gov.br.

FullSizeRender
Foto: Divulgação/Sindiauditoria