André Luiz de Rezende concorre ao Conselho de Administração do Iprev

O auditor interno do Poder Executivo André Luiz de Rezende é candidato ao Conselho de Administração do Instituto de Previdência do Estado de Santa Catarina (Iprev). As eleições serão realizadas eletronicamente, com início às 8h00 do dia três de julho e término às 18h00 do dia quatro de julho de 2018. O voto pode ser executado por meio de qualquer computador com acesso à Internet.

Os servidores efetivos ativos, inativos e pensionistas têm a oportunidade de votar nos candidatos de suas categorias que disputam vagas nos conselhos de Administração e Fiscal.  Basta acessar aqui ou clicar na opção “VOTE AQUI”, que estará disponível na página do Iprev.

5ec7f1d2-62b4-43cb-8871-920df33733c6

Os eleitores ativos e inativos utilizarão o seu login e a sua senha, coincidentes com aqueles já utilizados no respectivo poder e órgão, ou outros dados de acesso específicos, por estes fornecidos. Já os eleitores pensionistas utilizarão o seu login e a sua senha, coincidentes com aqueles já utilizados para acesso às informações do Iprev.

Os servidores efetivos ativos votarão para o Conselho de Administração e para o Conselho Fiscal em um candidato do poder ou órgão a que esteja vinculado. Os inativos votarão em candidatos que concorrem a vaga de representante da categoria de inativos. Os pensionistas votarão em candidatos que concorrem à vaga de representante da categoria de pensionistas.

Conheça todos os candidatos aqui

Sobre Os Conselhos

O Conselho de Administração é composto por 14 membros e é responsável pela deliberação e orientação superior do RPPS/SC. Para esse Conselho os segurados elegerão sete conselheiros, sendo um ativo de cada Poder e Órgão, além de um representante dos inativos e um dos pensionistas.

O Conselho Fiscal é composto por seis membros e tem a competência de fiscalizar a gestão financeira do RPPS/SC. Para esse Conselho serão eleitos três representantes dos segurados, sendo um ativo, um inativo e um pensionista.

Para mais informações entre em contato com o Iprev, pelo telefone (48) 3229-2698 ou pelo e-mail iprev@iprev.sc.gov.br.

Com informações da assessoria de comunicação do Iprev

Anúncios

DIAG coordena projeto de gestão de riscos no IMETRO/SC

Desde do dia 13 de março, uma equipe de auditores internos do Poder Executivo deu início às atividades de implantação de gestão de risco no IMETRO/SC. O projeto passa pelas etapas de avaliação do ambiente de controle, eleição de processo para identificação e avaliação de eventos de risco, resposta aos riscos selecionados e definição de procedimentos de controle.

A equipe de auditores internos é coordenada pelo auditor interno Cícero Alessandro Teixeira Barbosa e é composta pelos auditores internos Fabiana Borges (subcoordenadora), Rafael Palmares, Inês Marina e André Rezende. A previsão é de que o trabalho seja concluído até o final de junho.

O blog do Sindiauditoria conversou com a responsável pelo Controle Interno da instituição, Juliana Fernandes, para saber os benefícios do projeto. Leia a entrevista na intégra. 

WhatsApp Image 2018-05-08 at 17.27.56
Reunião de trabalho com o auditor interno Rafael Palmares, a servidora Juliana Fernandes, o presidente do IMETRO/SC, João Carlos Ecker (centro), e as auditores internas Inês Marina Souza e Fabiana Borges

Qual o principal benefício do trabalho realizado pela DIAG?

O principal benefício deste trabalho é melhorar nossa casa, e ter a oportunidade de mensurar o tamanho que somos. Diria que são muitos os benefícios, e vem sempre aquela pergunta: Por que não fizemos antes?

Como você avalia a condução do processo?

No início eu diria que as pessoas estavam desestimuladas, mas com o passar do tempo e com as dinâmicas, os trabalhos foram ganhando volume. E o que é muito interessante, os participantes se sentem motivados por estarem se sentindo incluídos e ouvidos.

Quais as expectativas do IMETRO/SC com o trabalho? Existe um planejamento de continuidade para o futuro?

As expectativas, como diriam os participantes, são “não podemos voltar atrás” e “temos que começar os trabalhos o quanto antes”. E daremos continuidade principalmente por meio do Núcleo de Controle Interno que coordenará todos os trabalhos propostos nas ações de controle que foram sugeridos no mapa de risco. Outro destaque importante todos os gestores tanto da área técnica, como administrativa, estão empenhados em colaborar para a continuidade deste trabalho.

Como surgiu essa ideia de fazer uma parceria com a DIAG?

O IMETRO/SC pôde participar do Curso de Gestão de Riscos ministrado pelo Rodrigo Fontenelle de Araújo Miranda no ano passado organizado pela DIAG e pelo Sindiauditoria, e acredito que surgiu uma parceria naquele momento. Posteriormente a DIAG entrou em contato e questionou sobre uma possível parceria. E como responsável do controle interno fiquei surpresa e muito feliz com a possibilidade de iniciar um trabalho tão grandioso aqui. De imediato conversei com o Presidente, João Carlos Ecker, que colocou o IMETRO/SC à disposição para darmos início às atividades. E o mais importante, ele acredita nesta ação. E sabe da importância de ferramentas de gestão.

Você acredita que esse trabalho deve ser feito em outras instituições?

Muito. Pois este trabalho contribui para a melhorar gestão, e qualquer instituição necessita desta ferramenta para poder otimizar seus recursos, sejam eles humanos, financeiros ou materiais. Acredito também que este trabalho contribui e muito para o desenvolvimento das atividades dos Núcleos de Controle Internos.

Golpe na estabilidade funcional

O auditor interno do Poder Executivo André Luiz de Rezende comenta, na edição de hoje do DC, a decisão da CCJ do Senado em aprovar a criação de um sistema de avaliação de desempenho no serviço público.

Impresso

DOWNLOAD

Artigo: Golpe na estabilidade funcional – André Luiz de Rezende [PDF]