“A área governamental é extremamente importante para o IIA Brasil”

O Instituto dos Auditores Internos do Brasil (IIA-Brasil) organizou o Conbrai (Congresso Brasileiro de Auditoria Interna) nos dias 26 a 29 de novembro, no Rio de Janeiro. O blog do Sindiauditoria conversou com Antônio Edson Maciel, diretor da instituição, para fazer um balanço desta 38a edição. Entre as novidades, ele conta que no próximo ano o Brasil recebe o Congresso Latino Americano da Auditores Internos.

SINDIAUDITORIA – Como o IIA Brasil avalia o Conbrai 2018? Expectativas superadas? 

Antônio Edson Maciel – O Conbrai 2017 foi mais um sucesso. Em 2016 em SP, também já havíamos batido diversos recordes. Esse ano no Rio de Janeiro superamos as expectativas de público, com quase 800 participantes, cotas de patrocínio e uma larga cobertura da imprensa.

SINDIAUDITORIA – Qual o ponto de destaque da programação?

Antônio Edson Maciel – Tivemos diversos pontos de destaques, entre eles os painéis de debate com profissionais expoentes no mercado, palestrantes renomados, bem como o lançamento do novo COSO e a divulgação da nova versão do IPPF, que é a Estrutura Internacional de Práticas Profissionais, traduzido do IIA Global.

SINDIAUDITORIA – A presença de grandes nomes nacionais foi importante?

Antônio Edson Maciel – Certamente, grandes nomes atraem público e também a imprensa. Cabe destacar que o Conbrai conquistou muita credibilidade, atraindo diversos palestrantes do setor público e privado. Atualmente nosso desafio está no conflito de agendas de grandes nomes, mas não eu recusas para palestrar. Isso graças ao trabalho profissional que a Diretoria Executiva, Conselho de Administração e parceiros do IIA vem fazendo, há várias gestões.

conbrai
O Conbrai se consolidou como o maior evento de auditoria interna do País

SINDIAUDITORIA – A auditoria governamental vem ganhando espaço nas últimas edições. O IIA Brasil entende que essa área é importante para o público do evento?

Antônio Edson Maciel – A área governamental é extremamente importante para o IIA Brasil. Praticamente 50% dos nossos associados são da área governamental. Existe um interesse muito grande da área governamental em melhorar ainda mais a qualificação de seus profissionais e cabe ao IIA acolher e incentivar essas iniciativas, tanto do setor publico como também do privado. Vale destacar que nossa diretoria e conselho também é composta por profissionais da área governamental.

SINDIAUDITORIA – Para o próximo ano, teremos novidades para o público?

Antônio Edson Maciel – Para o próximo ano não teremos o Conbrai, mas sim o CLAI que é o Congresso Latino Americano da Auditores Internos, que orgulhosamente será realizado em Foz do Iguaçu (PR) em outubro. O IIA Brasil orgulhosamente sediará esse grande evento, com participantes de toda a America Latina. Esperamos mais de 1300 pessoas. Esse ano o CLAI foi em Buenos Aires, na Argentina, onde estive presente, pois faço parte da comissão organizadora do CLAI. Saímos de la com o compromisso de bater mais recordes. Cabe salientar que Brasil sediou o CLAI em 2010 no Rio de Janeiro. Contaremos com destaques nacionais e internacionais e uma extensa grade de palestras e grandes notáveis do setor público e privado.

conbrai2
No próximo ano, o IIA-Brasil organiza o Congresso Latino Americano da Auditores Internos
Anúncios

Instituto dos Auditores Internos do Brasil oficializa apoio à operação Lava Jato

O país não pode mais tolerar a corrupção corporativa. É esta a mensagem de engajamento que o IIA Brasil – Instituto dos Auditores Internos do Brasil – o quinto maior organismo da carreira no mundo, pretende passar a auditores de todo o país, ao anunciar o apoio oficial e irrestrito à operação Lava Jato e ao trabalho do Ministério Público Federal.

O comunicado foi feito na manha desta terça-feira, 28 de novembro, pelo diretor geral do IIA Brasil, Braselino Assunção, durante a coletiva de imprensa concedida pelo Procurador da República, Deltan Dallagnol, após sua palestra a centenas de auditores internos presentes na 38a edição do Conbrai – Congresso Brasileiro de Auditoria Interna. O evento acontece até quarta-feira (29), no Rio de Janeiro.

A direção do IIA Brasil lamenta a descaracterização feita pelo Congresso Nacional, sobre a proposta com as 10 Medidas Contra a Corrupção, sugerida há dois anos pelo Ministério Público Federal, que alcançou quase dois milhões de assinaturas. O Instituto dos Auditores Internos do Brasil também repudia com veemência toda e qualquer forma de intimidação realizada para prejudicar o andamento das investigações que envolvam fraudes e crimes de corrupção, em organizações públicas e privadas.

A entidade usará todos os seus canais de comunicação para convocar os milhares de auditores internos em atuação no país, em uma corrente que una esses profissionais em prol de um país mais ético, e para que todos apoiem o trabalho do Ministério Público Federal, encorajando e fortalecendo as investigações da operação Lava Jato.

O IIA Brasil ressalta a importância essencial das colaborações premiadas e dos acordos de leniência realizados com empresas dos mais diferentes setores da sociedade. O Instituto entende que o uso desses instrumentos é fundamental para descobrir desvios de conduta e imensos esquemas de corrupção, muitas vezes liderados por gestores e agentes da alta administração de corporações.

O recorde de participação, com mais de 800 profissionais, no maior congresso de auditoria já realizado no país é prova irrefutável da importância e valorização do auditor interno no cenário nacional. São guardiões da boa governança e da gestão de empresas, atores cruciais que além de eficientes, necessitam ser idôneos, resistente às tentações de um cenário voraz, que sempre teve como tônica a impunidade e o infortúnio do chamado jeitinho brasileiro.

O Instituto dos Auditores Internos do Brasil tem convicção que o trabalho do Ministério Público Federal, com a operação Lava Jato, já mudou o país. Colocou-o nos trilhos de um longo e árduo caminho de combate à corrupção, sem volta. A entidade assume sua responsabilidade como disseminadora de valores éticos e das melhores práticas de conduta profissional. Tem a obrigação de apoiar toda e qualquer ação em prol de uma transformação real na conduta e nos processos das organizações privadas e públicas do país.

Procurador da República Deltan Dallagnol crédito Fábio Januzzi 3_preview
A palestra do procurador da República, Deltan Dallagnol, ocorreu nesta nesta terça-feira (28) no Rio de Janeiro (Foto: IIA-Brasil/Divulgação)

Diretor de Governança da Petrobrás falará sobre ética no Congresso de Auditoria Interna

No próximo dia 28 de novembro, centenas da auditores de todo o país terão acesso a uma síntese de resultados positivos, obtidos desde 2015, quando a diretoria de governança foi criada pela estatal com o intuito de evitar eventuais práticas irregulares, numa resposta à Operação Lava Jato. A apresentação de João Elek Júnior, diretor de Governança e Conformidade (DGC) da Petrobras, acontecerá na abertura do segundo dia do Conbrai – Congresso Brasileiro de Auditoria Interna, conferência que acontecerá entre os dias 26 e 29 deste mês, no Rio de Janeiro.

Tido como um dos principais protagonistas pelas mudanças de gestão da estatal, Jõao Elek tem afirmado que a corrupção em larga escala acabou na Petrobrás. “A operação fez com que a empresa se abrisse e hoje já não há mais pessoas intocáveis na companhia”, lembra o executivo. Em sua apresentação ‘O papel da auditoria interna e seus quesitos para o sucesso’ ele mostrará o que tem sido feito para recolocar a governança nos trilhos, bem como as conquistas recentes e as futuras ações de sua diretoria.

Para Braselino Assunção, diretor geral do IIA Brasil – Instituto dos Auditores Internos do Brasil – entidade promotora do congresso, a apresentação será um retrato esperançoso sobre a mudança cultural histórica que vive o país. “A Lava Jato é um marco que tem impulsionado as empresas a investirem em governança e transparência. João Elek trará um cenário otimista, que comprova ser possível avançarmos nos níveis de ética corporativa”, comenta Assunção.

Riscos em foco

Outro keynote speaker do Conbrai, será Jerri Ribeiro – sócio da PwC. O executivo traçará um panorama sobre o novo Coso ERM – sigla em inglês para: Comitê das Organizações Patrocinadoras da Comissão Treadway. Recentemente houve mudanças nas estruturas publicadas por eles sobre a Metodologia de Gerenciamento de Riscos Empresariais (ERM) e quanto as performances estratégicas a serem adotas por companhias globalmente. Ribeiro mostrará quais alterações merecem atenção redobrada, dentro da realidade do mercado brasileiro.

São esperados quase 800 profissionais durante o congresso, o que o tornará o maior da carreira já realizada na América Latina. Serão mais de 30 painéis com temas sobre Lava Jato, Lei Anticorrupção, compliance, auditoria governamental, prevenção a fraudes e auditoria de TI. A ética corporativa também será destaque em dois calorosos debates durante a conferência.

João Adalberto Elek Junior, Diretor de Governança, Risco e Con
João Elek Júnior, diretor de Governança e Conformidade da Petrobrás, abrirá a programação do segundo dia do Conbrai

Serviço

O quê: 38º Congresso Brasileiro de Auditoria Interna

Quando: 26 a 29 de novembro

Local: Riocentro – Av. Salvador Allende, 6555 – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro/RJ

Inscrições e informações: eventos@iiabrasil.org.br – Tel.: (11) 5095-4045 – conbrai.com.br