Jornalista britânico que revelou corrupção na Fifa vem ao Brasil para Congresso

Ele é considerado um dos mais respeitados profissionais da imprensa investigativa na Europa. Eleito recentemente como jornalista do ano pela British Press Awards, Jonathan Calvert, virá ao Brasil para participar da 23a edição do Clai – Congresso Latino-americano de Auditoria Interna. Dessa vez, sua missão não será a de cobrir o evento, e sim, de apresentar como keynote speaker, o case que fico celebre como ‘Fifa Files’ – reportagem que desmascarou o esquema de compra de votos para a eleição da sede da Copa do Mundo no Catar, em 2022.

Durante o evento, que acontecerá em Foz do Iguaçu entre os dias 21 e 24 de outubro, Calvert estará diante de centenas de auditores para ilustrar os principais capítulos de um escândalo que abalou o mundo do futebol e que mais tarde seria relatado em seu livro “The Ugly Game” – O Jogo Feio.

Seu background como jornalista investigativo é vasto. Ele é o editor mais antigo do chamado time da Insight, equipe especial do jornal britânico The Sunday Times, que há 50 anos dedica-se a casos complexos, que envolvem semanas ou até meses de imersão na busca por revelar esquemas ilícitos relevantes para a sociedade. “A apresentação de Calvert será inspiradora para centenas de auditores que lidam diariamente com desafios de identificar fraudes, elevar os níveis de transparência e de condutas éticas dentro das organizações”, prevê Braselino Assunção, diretor-geral do Instituto dos Auditores Internos do Brasil (IIA Brasil), uma das entidades promotoras do Clai 2018.

Embora o papel moderno do auditor interno vá além de investigar desvios de conduta no ambiente corporativo, a profissão é tida como essencial no processo de construção de ambientes de negócios éticos e responsáveis. A força de sua importância pôde ser observada durante o apogeu da recente crise econômica que atingiu o país nos últimos anos. Foi uma das poucas áreas que não sentiu com intensidade os danosos impactos causados no mercado corporativo.

Durante sua apresentação no Clai, Calvert trocará experiências com os auditores sobre as táticas e processos usados para investigar fraudes ou condutas ilegais dentro de uma companhia. “Em minha visão 99% das habilidades dos jornalistas devem estar concentradas em falar com pessoas e não em vasculhar base de dados”, revela o editor da Insight.

O Congresso Latino-americano de Auditoria Interna deverá ser o maior evento da carreira já realizado no Brasil, com mais de mil participantes. Serão quatro dias de congresso, com cerca de 30 painéis e debates, que destacarão questões envolvendo Lava Jato, Lei Anticorrupção, compliance, auditoria governamental, prevenção a fraudes, Data Analytics e auditoria de TI. As inscrições para o congresso já estão abertas e podem ser realizadas no site: claiflai.org.

Jonathan-Calvert-1024x922
Jonathan Calvert, escritor e editor do The Sunday Times, contará os detalhes do processo de investigação que revelou ao mundo o escândalo conhecido como ‘Fifa Files’

Serviço

CLAI – 23º Congresso Latino-americano de Auditoria Interna

Quando: 21 a 24 de outubro

Local: Rafain Palace Hotel & Convention Center – Foz do Iguaçu/PR

Inscrições e informações: eventos@iiabrasil.org.br – claiflai.org

 

Anúncios

Eu confesso! inicia temporada de apresentações gratuitas na Capital

O ator Édio Nunes retorna aos palcos com uma nova temporada do monólogo Eu Confesso! As apresentações ocorrem na Casa do Teatro, em Florianópolis, entre os dias 20 e 21 de setembro, às 21 horas. Os ingressos são gratuitos e podem ser retirado diretamente na bilheteria do teatro, uma hora antes do espetáculo.

Em “Eu Confesso!”, Nunes faz o papel de Deus, que revela, em tom de confissão, um relato feito sobre o processo da Criação. No roteiro inusitado o senhor da criação do universo, relata ter perdido o controle de sua obra. Nesse processo teve sucessos com simples ideias, mas conta acidentes de percursos provocados pelo acaso.

O trabalho rendeu ao ator a Medalha Waldir Brazil, concedida pela Academia Catarinense de Letras e Artes (ACLA), como “Personalidade das Artes Cênicas do Ano de 2014”. O texto e a direção são de Antônio Cunha.

na-peca-deus-revela-sua-versao-sobre-o-processo-de-criacao-com-detalhes-inusitados
Foto: Renato Gama/Grupo RBS

 

Serviço:

O quê: Eu Confesso!

Quando: 20 e 21 de setembro, às 21 horas

Onde: Casa do Teatro (Praça XV de Novembro, 344 – Centro)

Ingressos no local: gratuito

Combate à corrupção e à lavagem de dinheiro em destaque no Encontro Nacional de Controle Interno

Como melhorar a gestão dos gastos públicos, implementar políticas mais efetivas de combate à corrupção e à lavagem de dinheiro, além de aumentar a transparência dos órgãos públicos brasileiros foram alguns dos temas debatidos no primeiro dia do XVI Encontro Nacional de Controle Interno, que iniciou nesta quarta-feira (29), no Amapá. O evento é realizado pelo Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci), em parceria com a Controladoria-Geral do Estado do Amapá (CGE/AP), que também é responsável pela presidência da Junta Fiscal do Conaci.

Durante o evento, nesta quinta-feira (30), o Conaci convocou todos os membros presentes para a entrega de uma placa personalizada, em agradecimento pela contribuição nesta edição do maior evento de Controle Interno Governamental do Brasil. O auditor interno do Poder Executivo Rodrigo Stigger Dutra recebeu a homenagem em nome do Estado de Santa Catarina, acompanhado dos colegas Frederico da Luz e Marisa Zikan.

Com o tema “Controle Interno nos 30 anos da Constituição Federal de 1988”, o encontro teve dois dias de discussões com a participação de profissionais, especialistas, professores e servidores públicos de 20 Estados brasileiros, que compartilharão conhecimentos e experiências sobre a implementação de políticas de controle interno e gestão pública, e aperfeiçoamento das ações preventivas de controle interno.

De acordo com o controlador-geral do Amapá, Otni Alencar, o Estado foi escolhido para sediar o evento por ter se tornado referência nacional em controle interno. “O Amapá está no centro das discussões porque conquistou grandes avanços, como a regulamentação da lei de acesso à informação, o sistema de controle interno integrado dos poderes, onde todos sentam para discutir, de forma harmônica, sobre o controle interno. E o Conaci, reconhecendo esses avanços, decidiu realizar aqui esse grande encontro nacional”, frisou Alencar.

O presidente do Conaci, Álvaro Fakredin, destacou que o momento também servirá para avaliar os avanços no controle interno brasileiro nos últimos 30 anos, celebrando o marco dos 30 anos da Constituição Federal de 1988. “Além de avaliar os avanços, vamos contar com a experiência de grandes profissionais para aperfeiçoar essa matéria constitucional no âmbito das esferas municipais e estaduais, ou seja, os temas que serão apresentados aqui serão o que temos de melhor nesse assunto”, destacou o presidente.

O secretário federal de Controle Interno, Antonio Carlos Bezerra Leonel, lembrou que essa discussão ocorre em um momento bastante oportuno, justamente quando o Brasil está definindo os nomes que deverão administrar o país nos próximos anos. “É importante que o país esteja preparado para fornecer esse tipo de auxílio no controle interno”, ressaltou Leonel.

WhatsApp Image 2018-08-30 at 21.02.54
De Santa Catarina, participam do evento os auditores internos Rodrigo Stigger Dutra, Marisa Zikan e Frederico da Luz

Debates

A programação iniciou com a Conferência Magna de Abertura – A História do Controle Interno desde a Constituição Federal de 1988. O debate seguiu com a realização de seis painéis de discussão, que abordaram temas relacionados ao combate à corrupção e à lavagem de dinheiro, o controle interno como instrumento de governança e o fortalecimento e empoderamento do controle interno.

À tarde, o destaque foi a palestra da coordenadora-geral de Articulação Institucional do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional do Ministério da Justiça, Silvia Amélia Fonseca de Oliveira, que explicou como é construída a Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA). Ela discorreu sobre os marcos legais já em vigor. Também apresentou ferramentas tecnológicas para identificação de ações para lavar dinheiro.

Reunião Técnica

Nos dias 30 e 31 de agosto acontece, também, a 28ª Reunião Técnica do Conaci, momento em que os membros do conselho discutem temas técnicos e deliberam sobre os assuntos administrativos.Na ocasião, diversos representantes governamentais de controle interno da União, Estados e capitais brasileiras debaterão assuntos relacionados ao fortalecimento do setor, bem como deliberações e articulações para implementação de melhorias de gestão.

WhatsApp Image 2018-08-31 at 16.13.45
O presidente do Conaci, Álvaro Fakredin, entregou para o Estado de Santa Catarina um agradecimento pela contribuição nesta edição do maior evento de Controle Interno Governamental do Brasil. O auditor interno Rodrigo Stigger Dutra recebeu a placa em nome de todos os colegas da Auditoria Geral da Fazenda

O Conaci

Atualmente, a instituição é composta 49 membros, representantes de secretarias de controle interno, auditorias gerais e ouvidorias gerais de 27 Estados, Distrito Federal, União e 19 capitais. Sua atuação se dá a partir do intercâmbio de conhecimentos, práticas e informações, possibilitando um trabalho conjunto para a formulação, implementação e avaliação de políticas nacionais de controle e gestão. Fazem parte de suas atividades a coordenação e articulação das ações de interesse dos órgãos de controle interno, a realização de debates e eventos de interesse dos órgãos de controle interno, a coordenação e o desenvolvimento de programas e projetos voltados à construção de mecanismos de controle que possibilitem ao país avançar econômica e socialmente, aproximando o poder público dos cidadãos.

Com informações do Conaci