SC apresenta projeto de monitoramento automatizado de compras em Brasília

De 7 a 9 de fevereiro, a Diretoria de Pesquisas e Informações Estratégicas (DIE), por meio do Observatório da Despesa Pública (ODP), realizou, em Brasília, o I Seminário de Apresentação dos Estudos de Compras do ODP nos Estados. O encontro contou com a participação de representantes de dez estados e um município para discutir os resultados das análises de compras estaduais realizados pelas unidades ODP.estadual.

Na oportunidade, SC foi representada pelo coordenador do ODP.Santa Catarina, auditor interno do Poder Executivo André Oliveira, que apresentou o projeto de monitoramento automatizado de compras do Estado. O servidor explicou aos presentes que os catarinenses estão automatizando as trilhas do estudo de compras para disponibilizar também para o controle interno dos órgãos e entidades, fortalecendo a atuação do sistema de controle interno e da própria gestão.

O secretário-executivo, Wagner Rosário, esteve presente na abertura do seminário e falou da importância do trabalho realizado pelo ODP. “É uma iniciativa que une estado, município e união. Essas camadas têm que ser constantemente fortalecidas, pois o combate da corrupção só tem êxito se feito mediante um sistema”, completou. Também na abertura, o gerente de projetos da DIE, Luciano Altoé, abordou a necessidade da troca de experiências no âmbito do controle dos recursos públicos.

O evento contou também com a apresentação dos estudos do Espírito Santo, Alagoas, Ceará, Amapá, Rondônia, Mato Grosso do Sul. O espaço foi utilizado, ainda, para esclarecer dúvidas e considerações, além de discussão sobre perspectivas e ações da rede ODP para 2018-2022.

foto-andre-odp
Representando Santa Catarina, o auditor interno André Oliveira falou sobre o projeto de monitoramento de compras do Estado

ODP.estadual

O Observatório da Despesa Pública é responsável por produzir informações estratégicas que visam apoiar e acelerar a tomada de decisões, por meio do monitoramento dos gastos públicos. O objetivo é contribuir para o aprimoramento do controle interno e funcionar como ferramenta de apoio à gestão pública.

Para reproduzir o modelo de atuação do ODP nos estados brasileiros, a CGU criou o ODP.estadual. Atualmente, a iniciativa conta com a participação de 13 estados: Bahia, Santa Cataria, Alagoas, Ceará, Espirito Santo, Paraná, Pernambuco, Tocantins, Amapá, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Rondônia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s