Encontro Fazendário: Gavazzoni convida sindicatos para debater a previdência pública

Os auditores internos do Poder Executivo participaram do Encontro Fazendário, que reuniu mais de 600 pessoas nesta terça-feira (31), no teatro Pedro Ivo Campos, em Florianópolis. O secretário da Fazenda, Antonio Marcos Gavazzoni, o governador Raimundo Colombo e o vice-governador Eduardo Pinho Moreira também estiveram presentes.

Durante a apresentação, sobre o fundo previdenciário, Gavazzoni convidou os sindicatos para um debate sério: “Precisamos encontrar um novo modelo que pense a previdência do futuro”. De acordo com ele, só no último ano o Tesouro Estadual precisou colocar R$ 2,6 bilhões para cobrir o “rombo”. Entre as iniciativas propostas, o secretário destacou que é necessário estudar duas possibilidades. “Aumentar a contribuição dos servidores e estruturar uma previdência pública complementar”, enumerou.

Aos presentes, Gavazzoni reforçou a importância da Fazenda estar unida, para o Estado ser forte. “Cada área tem a sua importância estratégica, dentro da nossa casa. Cada categoria tem muito a contribuir com o trabalho desenvolvido”, pontuou. Por isso, antes de finalizar, ele pediu que os servidores não enxergassem apenas a burocracia da rotina de trabalho, mas entendesse que os bons números significam, antes de tudo, dar estrutura para médicos, professores e demais servidores públicos trabalharem por uma sociedade melhor.

A Secretaria da Fazenda aproveitou o encontro para fazer uma homenagem ao secretário Derly Massaud de Anunciação, que deixou a Secretaria de Administração, após 12 anos de vida pública. Na oportunidade, o Sindiauditoria entregou um presente ao homenageado em nome de todos os seus associados. E, durante o evento, o auditor interno Thiago Freitas entregou um exemplar do seu livro “Sustentabilidade e Contratações públicas” para o ex-presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, o governador Raimundo Colombo, o secretário Gavazzoni e o ex-secretário Derly.

Sobre o evento

O Encontro Fazendário contou ainda com palestra do ex-presidente do Banco Central, Henrique Meirelles sobre as perspectivas da economia brasileira. Meirelles traçou três cenários de crescimento: pessimista 1,2%, básico 2,6% e otimista 4%. “Temos problemas, mas é possível resolvê-los. Basta investir em políticas públicas de qualidade. Acho que a grande notícia é que já houve mudança de curso. O crescimento só precisa ser rápido”, destacou Meirelles. Ele ainda falou da importância de estimular o emprego. “A geração de emprego e a educação de qualidade são as melhores formas de distribuir renda”, finalizou.

O objetivo do evento é destacar os resultados alcançados e estabelecer novas metas para alavancar a arrecadação tributária e melhorar a gestão financeira do Estado. É o momento de motivar os servidores para alcançar resultados que ajudem o Estado a cumprir com qualidade as demandas do cidadão catarinense.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com informações da ASCOM/SEF

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s