Tribunal aponta irregularidades no Hospital Infantil

 Uma das referências de atendimento a crianças e adolescentes da Região Sul do país, o Hospital Infantil Joana de Gusmão, de Florianópolis, tem um sistema de controle de ponto obsoleto e lotações indevidas de médicos, gerando pagamentos incorretos. Essa é uma das conclusões da auditoria realizada por técnicos da Diretoria de Atividades Especiais do Tribunal de Contas de Santa Catarina, no ano passado. O relatório foi apresentado na sessão do Tribunal Pleno desta quarta-feira.

De acordo com a auditoria, das 13.680 horas contratadas dos médicos, 60%, ou seja, 8.225 horas não foram cumpridas. Dos 177 profissionais do hospital em atividade em julho de 2011, 117 sequer batiam o ponto. O que significa que só 66% das horas contratadas foram registradas naquele mês. Mesmo sem a comprovação do cumprimento da jornada de trabalho, houve o pagamento de horas-plantão e sobreaviso. Os auditores também verificaram que 13 anestesistas e 14 cirurgiões estavam lotados indevidamente no setor de emergência.

Fonte: Blog Moacir Pereira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s