Auditor especialista em cibersecurity de governos participa do Conbrai em Florianópolis

Larry Harrington, um dos mais respeitados profissionais da carreira no mundo, que virá ao Brasil para falar sobre a tecnologia na arte de auditar. O americano abrirá a 39a edição do Conbrai (Congresso Brasileiro de Auditoria Interna), em apresentação para quase mil profissionais de todo País. O evento ocorrerá em Florianópolis, entre os dias 15 e 17 de setembro, no Centro de Convenções.

Harrington é considerado um dos maiores especialistas em defesas de mercados governamentais, por sua atuação de anos como executivo chefe de auditoria da Raytheon Company. A empresa americana atua na área de armamentos e equipamentos eletrônicos para uso militar e comercial e é a maior produtora mundial de mísseis guiados. Ele também possui intensa relação com o The IIA (The Institute of Internal Auditors), tendo sido diretor e ex-chairman da entidade que é a maior da carreira no mundo – com 200 mil auditores associados, presentes em 170 países. Durante suas gestões, além de ter sido um dos líderes no desenvolvimento do uso da robótica e inteligência artificial na auditoria, foi reconhecido e admirado por sua luta ligada a diversidade de gêneros e raças no ambiente corporativo.

Em sua apresentação no Conbrai este ano, o especialista abordará desafios tecnológicos que irão cada vez mais impactar a rotina do auditor, como a inteligência artificial e a chamada auditoria 4.0. “Além de chairman do The IIA, Harrington atuou como líder de uma corporação extremamente complexa, do ponto de vista de riscos e confidencialidade. Além de ser um nicho específico, a indústria de misseis guiados é uma das que mais necessita de níveis elevados de compliance e governança. Tê-lo conosco será um privilégio e aprendizado imenso”, revela Paulo Gomes, diretor-geral do IIA Brasil (Instituto dos Auditores Internos do Brasil), entidade promotora do Conbrai 2019.

Ano passado, Larry foi convidado a fazer parte do American Hall of Distinguished Audit Practitioners, a mais distinta honra concedida a um profissional de auditoria no mundo. Em seu legado, além da atuação no segmento bélico e de segurança governamental, ele tem passagens como vice-presidente de auditoria nos setores de operações, de finanças, de recursos humanos, e em diversas outras empresas listadas na Fortune 100. Apesar de aposentado, ele segue promovendo a carreira com palestras globais e com seu trabalho junto à Fundação de Auditoria Interna, mantida pelo The IIA.

Larry Harrington ex-chairman The IIA

O americano Larry Harrington, um dos pioneiros da aplicação da inteligência artificial no mundo da auditoria interna, será um dos destaques do Congresso Brasileiro de Auditoria Interna que ocorrerá em Florianópolis no próximo mês de setembro

Expectativa de recorde 

São esperados mais de 800 participantes para o Conbrai deste ano, marcando-o como o maior da história, em quase 40 edições do congresso, dando um claro sinal sobre o fortalecimento e valorização da profissão. O tema central será ‘A Tecnologia e Inovação para a Auditoria Interna’ em um evento com mais de 30 apresentações. Entre os painéis, destaque para questões que envolvem Lava Jato, Lei Anticorrupção, compliance, auditoria governamental, prevenção a fraudes, big data, analytics e auditoria de TI. Também estão previstas realizações de debates inéditos com a presença de gestores de corporações internacionais.

As inscrições para o congresso já estão abertas e podem ser realizadas por meio do site: iiabrasil.org.br/conbrai.

Anúncios

André Rezende participa do Encontro IBGC sobre Governança das Estatais

Com o advento da Lei das Estatais tornou-se obrigatória a atuação dos órgãos centrais de Controle Interno de cada ente federado. Em Santa Catarina, a recém criada Controladoria-Geral do Estado (CGE/SC) atua na fiscalização da implantação das inovações de governança nas estatais catarinenses. O Auditor Interno André Rezende, um dos responsáveis pelo núcleo que inspeciona no Estado a implantação da Lei n. 13.303/2016, participa nesta terça-feira (2), no Rio de Janeiro, do Encontro Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) sobre “Governança das Estatais”.

O evento é resultado da parceria entre IBGC, MP/RJ e CGE/RJ. Durante a programação, os palestrantes examinam as características de estatais listadas e não listadas, refletindo sobre os desafios da aplicação das regras contidas no texto da lei. Como contexto, estará uma reflexão sobre a atuação dos órgãos de controle externos.

Na ocasião, será apresentada também a Pesquisa Governança Corporativa em Empresas Listadas no Brasil. O documento apresenta uma análise das explicações oferecidas pelas companhias no primeiro ano de vigência dos Informes (ICVM-586) sobre o Código Brasileiro de Governança Corporativa – Companhias Abertas. O estudo traz as percepções de investidores institucionais sobre o primeiro ano do “Pratique ou Explique” no Brasil e algumas sugestões sobre pontos que as companhias deveriam evitar nas explicações para as práticas recomendadas.

WhatsApp Image 2019-07-02 at 14.02.51
O intuito da CGE/SC é realizar, também em parceria com o IBGC, um encontro semelhante para abordar as características e desafios de Santa Catarina (Foto: Divulgação/Sindiauditoria)

Santa Catarina integra grupo nacional de Cooperação Técnica sobre IA-CM

Na última semana, ocorreu a primeira reunião ampliada, por meio de videoconferência, referente às últimas deliberações do Acordo de Cooperação Técnica nº 474/2018 celebrado entre a Controladoria-Geral da União (CGU), Controladoria do Distrito Federal (CGDF) e o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). O intuito da adesão foi a ampliação da participação, que atualmente conta com 13 instituições, sendo 8 órgãos advindos após a assinatura do termo pelo Conaci. Uma das instituições que aderiu ao acordo foi a Controladoria-Geral do Estado de Santa Catarina (CGE/SC). A auditora-geral da instituição, Simone de Souza Becker, falou sobre a importância das atividades e os resultados para a auditoria interna no Brasil. “O papel do Conaci foi fundamental para impulsionar as ações. A parceria entre Conaci e Banco Mundial formalizada em 2014, começa a dar frutos. O modelo IA-CM vai alavancar muito a atividade de auditoria interna, pois é um modelo mundial reconhecido”, pondera. O coordenador de Gestão Estratégica da CGE/SC, Frederico da Luz, também integra a equipe catarinense.

A reunião teve como objetivo aprovar e explicar aos novos participantes a forma de utilização passo-a-passo do Roteiro Guia de Avaliação do IA-CM, ferramenta que possibilitará aos órgãos avançarem de forma mais sólida no aperfeiçoamento do trabalho de auditoria interna. A secretária executiva do Conaci, Renata Rezende, explica a importância das novas adesões. “Por meio desse Acordo, os membros do Conaci terão acesso ao Guia de Avaliação do modelo IA-CM desenvolvido pelo Serpro, CGU e CGDF, um material inovador, extremamente rico e que facilitará sobremaneira o trabalho a ser desenvolvido pelos órgãos que têm interesse na implantação dessa metodologia”, afirma.

adults-chairs-class-515166
As videoconferências serão mensais e terão o intuito de sanar eventuais dificuldades na aplicação do modelo IA-CM na prática

Importante destacar que o Roteiro Guia de Avaliação do IA-CM, bem como a própria metodologia, não são rígidas, elas permitem que cada órgão as adaptem conforme sua realidade e tracem suas próprias estratégias para conseguirem avanços nos níveis de maturidade e aperfeiçoamento nos trabalhos de auditoria. “As reuniões mensais, que ocorrerão de forma on-line, propiciarão intercâmbio de conhecimentos técnicos e experiências. Com certeza esse acordo, que já conta com a participação de 13 órgãos, representa um grande avanço para o desenvolvimento da auditoria interna no Brasil”, conta Renata.

Além de Santa Catarina, as Controladorias-Gerais dos estados do Mato Grosso do Sul, Pernambuco e Paraíba, Controladorias-Gerais dos municípios de Belo Horizonte e Porto Alegre, Secretaria de Estado de Controle e Transparência do Espírito Santo e Auditoria-Geral do Estado da Bahia também integram o acordo. O presidente do Conaci, Leonardo de Araújo Ferraz, assinou o Termo  de Adesão em Brasília, durante a reunião anual do Conaci e do Banco Mundial.