IIA Brasil e IBGC lançam guia detalhado sobre a auditoria interna

São mais de 50 páginas de valioso conteúdo, que une auditoria interna e governança corporativa. Dois dos mais respeitados institutos do país, que atuam na promoção da ética, transparência e boas práticas de gestão de empresas públicas e privadas, juntaram-se, para editar o guia ‘Auditoria Interna – aspectos essenciais para o conselho de administração’. O documento é resultado de quase um ano de estudos realizados por executivos do Instituto dos Auditores internos do Brasil (IIA Brasil), e pelo Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), contando ainda, com o apoio da consultoria global PwC.

O Guia foi apresentado na manhã desta sexta-feira (14), em um hotel na capital paulista, durante um seminário organizado pelo IIA Brasil, com a promoção de um debate sobre as expectativas de comitês de auditoria em relação à auditoria interna. “O evento marca não somente o lançamento do Guia para nossos auditores associados, mas também o anúncio do fortalecimento da parceria entre o IIA Brasil e o IBGC, juntos, como promotores de valores éticos e de conhecimentos técnicos, capazes de contribuírem na formação de profissionais mais íntegros e preparados para os desafios do mercado”, comenta Braselino Assunção, diretor-geral do IIA Brasil.

O documento, que será disponibilizado gratuitamente, visa mostrar que a auditoria interna pode interagir e colaborar com as áreas de controles internos, riscos e compliance, contribuindo para uma melhoria contínua dos processos nas organizações. Para Heloisa Bedicks superintendente-geral do IBGC, a atividade de auditoria é um instrumento relevante no fortalecimento das empresas. “Ela ajuda as organizações a gerir metas, avaliar riscos, melhorar controles e evitar perdas. Apesar de sua reconhecida importância, há muito trabalho a ser feito: os conselheiros de administração carecem de mais conhecimento sobre a inserção da auditoria interna no contexto da governança”, diz a executiva.

48080571_1861771030615248_4015254299557756928_o
Instituto dos Auditores internos do Brasil e Instituto Brasileiro de Governança Corporativa se unem, em uma parceria inédita, na produção de um guia didático, que elucida a relação de auditores internos com os conselhos de administração e executivos de empresas públicas e privadas

O conteúdo do livro é abrangente e considera os mais diversos tipos e tamanhos de organizações, sejam públicas ou privadas, e não destaca setores específicos. Visa despertar em auditores, conselheiros e executivos, o valor da função de auditoria interna.

Outro ponto central é o de esclarecer sobre as responsabilidades do comitê de auditoria. Segundo Rene Andrich, presidente do conselho de administração do IIA Brasil e integrante do grupo de trabalho que coordenou o Guia, muitos conselheiros de administração desconhecem a amplitude de atuação da equipe da auditoria interna. “Eles compreendem mais sobre auditoria externa, mas têm pouco conhecimento sobre a interna, sobre os seus benefícios, e o que a área pode trazer para os mais altos níveis de governança da organização. Neste material é tratado questões que envolvem qualificação e certificação de profissionais, incluindo uma sugestão de avaliação da própria área. Para esses executivos, a publicação terá grande valia”, revela Rene Andrich.

Sobre o IIA Brasil

O Instituto dos Auditores Internos do Brasil completou 58 anos de fundação sendo uma das cinco maiores entidades da carreira do planeta, entre os 190 países associados ao The Institute of Internal Auditors –A, a mais importante associação do setor no mundo. Referência na América Latina, o IIA Brasil auxilia na formação de outros institutos como o IIA de Angola. No Brasil, a entidade coordena todo o processo de obtenção de certificações internacionais, como o CIA (Certified Internal Auditor), além de promover debates, cursos técnicos, seminários e o Conbrai – Congresso Brasileiro de Auditoria Interna.

Sobre o IBGC
O Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), organização da sociedade civil, é a principal referência brasileira e uma das principais referências mundiais em Governança Corporativa. Há 22 anos, contribui para o desempenho sustentável das organizações por meio da geração e disseminação de conhecimento das melhores práticas em governança corporativa, influenciando e representando os mais diversos agentes, visando uma sociedade melhor.

Anúncios

Augusto Piazza, dedicação e superação, para transformar a Auditoria Geral do Estado

Os auditores internos do Poder Executivo prestaram uma homenagem ao colega Augusto Puhl Piazza, que desde 2011 ocupa o diretor de Auditoria Geral da Secretaria de Estado da Fazenda. Em nome de todos os filiados, a presidente do Sindiauditoria, Luciana Bernieri Pereira, entregou uma placa agradecendo os oito anos de dedicação de Piazza para valorizar a carreira e melhorar a eficiência da administração pública catarinense. No próximo ano, ele passa a integrar o quadro em uma nova posição.

“Gostaria de agradecer cada um que passou pelo meu caminho nessa jornada como diretor. Muito obrigado aos colegas auditores, aos amigos da Fazenda e todos os parceiros que contribuíram para a consolidação da Auditoria Geral no Estado. Temos um longo caminho pela frente ainda e estarei sempre disponível para colaborar”, afirma. O fato é que, nos últimos anos, a profissão de Auditor Interno passou por importantes transformações que consolidam a carreira como uma das mais promissoras da Administração Pública. É unânime o entendimento que o trabalho de Piazza é um divisor de águas, que serviu para desenvolver uma outra lógica de trabalho: deixar de apenas fiscalizar, para colaborar na prevenção.

Homenagem-AugustoWhatsApp Image 2018-12-13 at 02.12.06 (1)
A presidente do Sindiauditoria, Luciana Bernieri Pereira, entregou uma placa nesta quarta-feira (12) para agradecer os oito anos de dedicação do diretor da DIAG, Augusto Piazza

Gaúcho de Caxias do Sul, mudou-se para Florianópolis em 1992 com a família. Formou-se em Administração de Empresas pela Univali (Universidade do Vale do Itajaí) e trabalhou por algum tempo no setor privado. Ele chegou na DIAG em 2007, junto com os outros auditores internos que passaram no concurso realizado em 2006. “Nos primeiros anos, fomos bastante reativos para apagar incêndios. Com a nossa gestão, estamos trabalhando mais na assessoria, apontando caminhos. A abordagem meramente fiscalizatória que era característica da grande maioria dos trabalhos realizados, foi sendo transformada em trabalhos de orientação e gestão. Posicionando a DIAG ao lado do gestor, como um parceiro que fornece informações e subsídios que facilitam a tomada de decisão e tornam a administração pública mais eficiente, indo ao encontro do conceito contemporâneo de auditoria interna de agregar valor a gestão, governança e gestão de riscos”, compara. Atualmente ele coordena uma equipe de cerca de 50 pessoas, uma diretoria que é composta por cinco gerências.

Fazer essa transição do setor privado para o setor público não foi uma tarefa simples. Piazza costuma dizer que as esferas trabalham em ritmos diferentes. “A velocidade com que as respostas precisam ser dadas aos problemas na administração privada é muito maior. Na administração pública ainda temos muitos desafios e entraves burocráticos para que as coisas funcionem de maneira mais lenta”, explica. Mas ele não se deixa abater pelos obstáculos. Aliás, superação é uma palavra importante na vida de Augusto. Ele sofreu um acidente de carro aos 23 anos de idade, que ocasionou uma lesão na medula deixando-o tetraplégico, além de permanecer um longo período na UTI e hospital. Ele mantém uma rotina de trabalho intensa, com expedientes que começam às 7 horas – com as sessões de fisioterapia – e terminam às 19 horas.

Homenagem-AugustoWhatsApp Image 2018-12-13 at 02.10.49
Piazza agradeceu os colegas auditores internos do Poder Executivo que contribuíram para a consolidação da Auditoria Geral no Estado

Durante esses anos, os números também são expressivos. De 2011 até 2017, a DIAG gerou uma economia real de mais de R$ 179,21 milhões, entre retornos financeiros viabilizados, desembolsos evitados e créditos a ressarcir aos cofres públicos. O valor é resultado do trabalho de acompanhamento rigoroso da equipe chefiada por Piazza, por meio de relatórios, revisões de contrato e editais, inspeções e atendimentos. São diversos projetos e atividades coordenados com o apoio de Piazza, dentro das estruturas do Governo do Estado. Para citar os mais recentes, destaca-se os projetos Aluno Auditor, em parceria com a Secretaria de Educação; e Auditoria Cidadã que tem por objetivo antecipar as irregularidades para evitar um estrago maior nos cofres públicos. Existem também iniciativas internas, como as atividades do DIAGrupando que serve para melhorar a integração, a motivação pessoal e a troca de ideias entre os servidores.

Na bagagem também algumas homenagens, como por exemplo em 2016 quando o então Governador do Estado, Raimundo Colombo, entregou uma placa de agradecimento, em comemoração ao Dia do Auditor Interno. O ato ocorreu durante a reunião técnica do Conaci (Conselho Nacional de Controle Interno) organizado naquele ano em Florianópolis, assim como outros eventos que Piazza teve a oportunidade de coordenar: Seminário Auditoria, Controle Interno e Gestão de Riscos e o Congresso Estadual de Combate à Corrupção. Hoje aos 44 anos, casado com Lisandra, nas horas vagas, gostam de passear juntos e se divertir com o bulldog inglês Johnnie, membro da família. Ele é também apaixonado pelo mar e o humor inteligente é uma marca forte da sua personalidade.

WhatsApp Image 2018-12-13 at 02.10.49
Piazza deixa o cargo de diretor no próximo ano, mas segue carreira como servidor público da Secretaria de Estado da Fazenda 

Agradecimento e comemoração

Na sequência, um agradecimento especial também foi feito aos atuais gerentes que trabalham na Diag: César Cavalli, Clóvis Squio, Cícero Teixeira Barbosa e Marco Antônio Barbosa Lopes. No final, o Sindiauditoria recebeu seus filiados e convidados para um confraternização de final de ano no SC 401 Bar (Square Corporate).

Édio Nunes retorna aos palcos em mais uma apresentação do monólogo Eu Confesso!

O auditor interno aposentado Édio Nunes retorna aos palcos em mais uma apresentação do monólogo Eu Confesso! dia 13 de dezembro, às 21 horas, no Tralharia (Rua Nunes Machado, 104 – Centro – Florianópolis). Os ingressos são gratuitos e podem ser retirado diretamente no local, uma hora antes do espetáculo.

Em “Eu Confesso!”, Nunes faz o papel de Deus, que revela, em tom de confissão, um relato feito sobre o processo da Criação. No roteiro inusitado o senhor da criação do universo, relata ter perdido o controle de sua obra. Nesse processo teve sucessos com simples ideias, mas conta acidentes de percursos provocados pelo acaso. Texto e direção de Antônio Cinha.

O trabalho rendeu ao ator a Medalha Waldir Brazil, concedida pela Academia Catarinense de Letras e Artes (ACLA), como “Personalidade das Artes Cênicas do Ano de 2014”. Para conhecer mais sobre a carreira do ator, clique aqui, e leia uma entrevista dele para o nosso blog, em 2017.

na-peca-deus-revela-sua-versao-sobre-o-processo-de-criacao-com-detalhes-inusitados1
Foto: Renato Gama/Grupo RBS